NOTÍCIAS

DEPUTADOS SAÍNDO DO PL PELA JANELA

PSD PIAUÍ ACERTA COM CARLOS AUGUSTO E DOUTOR HÉLIO

01/12/2021 10:24

O Partido Social Democrático (PSD) no Piauí poderá enfim conseguir ampliar sua bancada na Assembleia Legislativa nas próximas eleições de 2022. A sigla conseguiu ontem (30/11) acordar a filiação de dois deputados estaduais com mandatos que estão deixando o Partido Liberal (PL) após o anúncio da filiação do presidente da república, Jair Bolsonaro, ao partido para concorrer à reeleição no próximo ano.

Georgiano age rápido e consegue reforço para o PSD em 2022. (foto: Instagram)

Com a chegada de Bolsonaro, uma das exigências do chefe do executivo é que o PL não apoie nem a nível nacional, quanto nos estados, nenhum partido tido como de esquerda nas próximas eleições. Entram nesta lista o PT, PC do B, PSTU, PSOL, PDT, dentre outros. Dessa forma, como o PL Piauí pertence à base do atual governador Wellington Dias (PT), a tendência é que quem quiser continuar com o apoio ao governo deva mudar de partido. É o que estão fazendo os deputados estaduais Carlos Augusto e Doutor Hélio, que anunciaram na tarde desta terça-feira (30) que deixarão o PL para ingressar no PSD, que no Piauí é liderado pelo deputado Federal Júlio César (PSD).

A chegada dos novos parlamentares ao partido também é mérito do deputado estadual Georgiano Neto (PSD), filho do deputado Júlio César, que ao saber da chegada de Bolsonaro ao PL tratou logo de se reunir com os dissidentes do partido no Piauí e ofereceu-lhes abrigo no PSD. Com isso, Georgiano consegue dois nomes importantes para a campanha do partido em 2022, tendo em vista que apesar do bom desempenho do próprio Georgiano nas eleições de 2018, onde conquistou 79.723 votos e sendo o mais bem votado, a sigla conseguiu apenas o seu mandato na Alepi e o do pai dele na Câmara Federal.

Com os novos nomes, o PSD Piauí tem a chance de tirar de si a característica de ter muitos votos, mas poucos mandatos. Essa barreira já foi superada nas eleições municipais de 2020, quando a sigla conquistou 40 prefeituras das 224 possíveis, ficando atrás apenas do Progressistas, do senador Ciro Nogueira. Agora com maior poder político, o Partido Social Democrático pode querer ainda mais espaço dentro da base do governador Wellington Dias para as eleições de 2022, na qual já disse se sentir desprivilegiado.

Comente