Coluna Marcos Melo Política Dinâmica
DOUTOR PESSOA TERCEIRIZA PROBLEMA DO TRANSPORTE

PREFEITO APROVA CPI, ASSEGURA QUE NÃO VAI INTERFERIR E PARABENIZA VEREADORES POR "CHAMAREM PRA SI A RESPONSABILIDADE DE RESOLVER"

10/05/2021 14:41 - Atualizado em 10/05/2021 17:17

Quando fazia campanha em 2020, Doutor Pessoa (MDB) dizia que ia resolver o problema do transporte público de Teresina, que segundo ele se encontrava num erro do sistema de integração. Ao assumir o mandato, em 1º de janeiro deste ano, disse que resolveria a questão em até 100 dias. Um mês depois do prazo esgotado, chegou a hora de admitir a incapacidade de fazer o que tem que ser feito. Pessoa terceirizou aos vereadores o dever de cumprir sua promessa de campanha.

Põe na conta do Dudu: Pessoa terceirizou aos vereadores a responsabilidade de resolver o problema do transporte público, o que dificilmente vai acontecer por meio de uma CPI (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

"Parabenizo a Câmara Municipal. Mesmo sendo um Poder independente, chamou para si a responsabilidade para resolver esse problema em Teresina", disse o prefeito à imprensa enquanto tomava café da manha na Secretaria de Juventude, onde seu filho é secretário.

Pessoa ainda fez questão de demonizar as empresas licitadas, alegando que os empresários "só pensam em lucro" deixando o "trabalhador simples" de lado. E sem explicar ou apresentar as provas do que diz, afirmou que os empresários "não souberam conduzir de maneira séria" o sistema.

Ao final da CPI, será que algum documento vai ser capaz de resolver o problema do transporte se o Doutor Pessoa não quiser? (foto: Jailson Soares | PoliticaDInamica)

A Câmara Municipal iniciou nesta segunda-feira (10) os trabalhos da CPI do Transporte. Os sobrinhos de Doutor Pessoa que mandam na Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS) serão os primeiros a ser ouvidos pela CPI presidida pelo vereador Dudu do PT.

Vereadores agora vão ter que mostrar algum resultado prático da CPI ou vão ficar desmoralizados (foto: Ascom DUDU)

Só para frisar: Pessoa terceirizou para os vereadores o dever de resolver o problema do sistema. Mas nesse "contrato" entre ele e a CMT, nas linhas com letras pequenas, consta que se os vereadores não resolverem, serão culpados pela perda de tempo também.


Comente!

ANTERIOR

LEVANTADO SIGILO DO INQUÉRITO

PRÓXIMA

POLÍCIA PARA SERVIR A POLÍTICO