Coluna Marcos Melo Política Dinâmica
VAI SOBRAR PRA QUEM?
A RESPONSABILIDADE É DA CAIXA

SENADOR CIRO NOGUEIRA DIZ QUE SEU PAPEL NÃO É FISCALIZAR OBRAS DO GOVERNO E QUE A CAIXA É QUEM DEVE SER RESPONSABILIZADA POR EVENTUAIS DESVIOS DO EMPRÉSTIMO

14/05/2018 16:03 - Atualizado em 15/05/2018 08:44

Ciro jogou para a caixa a responsabilidade de fiscalizar obras dos empréstimos que ele viabilizou (foto: Marcos Melo | PoliticaDinamica.com)

Servidores da Caixa Econômica Federal vão precisar de muito foco, cuidado e um pouco de sorte também. Prestes a viabilizar o crédito de mais R$ 315 milhões para o Governo do Piauí (FINISA 2), o senador Ciro Nogueira (Progressistas), alegou que não é dele a responsabilidade de fiscalizar o uso dos recursos. E apontou que os servidores do banco é que devem conferir a gastança do dinheiro. E a oposição, também, mas sem impedir que os recursos cheguem às mãos de Wellington Dias (PT), claro.

Veja o vídeo!

Em entrevista ao Política Dinâmica, Ciro assegura que é importante que os recursos cheguem para desenvolver o Piauí. Mas como fiscalizar o uso dos recursos, se o Governo do Estado não publica a lista de obras que serão ou foram feitas com esse dinheiro? “Eu tenho certeza de que ele [o governo] publica”, assegura Ciro.

Onde? “Nos órgãos competentes, até porque no empréstimo, você tem que constar as obras”, aponta. E Ciro tem essa lista? “A gente não tem que ter lista, quem tem que ter lista é a Caixa Econômica”, jogou o senador, responsável por indicar Gilberto Occhi, antes e, agora, Nelson Antônio de Souza.  

Aliados políticos e administrativos, Ciro e Wellignton Dias estão ligados na destinação dos empréstimos; segundo o senador, a responsabilidade de fiscalizar as obras recai sobre os servidores da Caixa (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

Para alguém tão organizado com acompanhamento de obras realizadas pelos mais de 80 prefeitos de seu partido — e tantos outros que o apoiam —, é estranho que Ciro Nogueira não possua a relação de investimentos realizados com recursos que ele intermediou politicamente. Nem se comprometa com o uso dos recursos. Ainda mais num ano de eleição. Quem é esse político que não quer ser lembrado por obras importantes de infraestrutura? Estranho.

Estranho também por outro motivo: o Governo do Estado tem se negado a mostrar onde gastou e pretende gastar os empréstimos. Veja aqui!

NÃO PRESTADAS

Ciro e Wellington Dias indicaram o presidente da Caixa Econômica Federal, que na visão do senador, é quem deve responder pelo acompanhamento das obras feitas com os empréstimos FINISA; estranhamente e diferente de todo político, Ciro não está acompanhando as obras realizadas com dinheiro liberado por sua influência política em ano de eleição (foto: Marcos Melo | politicaDinamica.com)

Hoje, a Caixa considera que uma parcela de R$ 307 milhões recebida ainda em 2017 não teve sua prestação de contas realizada. Chegou a informar ao gabinete do ministro Edson Fachin, no Supremo Tribunal Federal, que a gestão de Wellington Dias (PT), abarrotou o banco de documentos que não provam nada e impedem a conferência adequada do uso dos recursos. Teve que resistir às cobranças pessoais do petista e do senador para não se complicar na Justiça.

E deve seguir tendo cuidado. Uma hora pode sobrar cadeia pra alguém.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
OPERAÇÃO TOPIQUE
PAULO MARTINS E RIBINHA DERAM A MANCADA
PAULO MARTINS E RIBINHA DERAM A MANCADA
OPERAÇÃO TOPIQUE
“NÃO É ASSUNTO PARA A OAB!”
“NÃO É ASSUNTO PARA A OAB!”
FRAUDE NA SEDUC
OS PRÓXIMOS DIAS VÃO ESQUENTAR
OS PRÓXIMOS DIAS VÃO ESQUENTAR
LAVA-JATO
CIRO DE ALMA LAVADA
CIRO DE ALMA LAVADA