Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
ELEIÇÕES 2018
MÃO SANTA ENSINA O CAMINHO PARA DERROTAR WELLINGTON

PREFEITO DE PARNAÍBA AFIRMA QUE O NORTE DO ESTADO É GRANDE E ESTÁ SE UNINDO PARA FAZER OPOSIÇÃO AO GOVERNADOR DO PIAUÍ

31/07/2017 12:44

Mão Santa afirma que é possível derrotar o governador em 2018 (Foto:JailsonSoares/PoliticaDinamica.com)

O prefeito de Parnaíba Mão Santa (Solidariedade) garante que é possível derrotar o governador Wellington Dias (PT) na eleição de 2018. Ele cita o próprio exemplo para afirmar que apesar da grande estrutura do governo, a oposição pode ter êxito no próximo ano.

“Quem não ganha é esse PT. Não há hipótese dele ganhar. Veja meu exemplo. Eu não tinha um vereador, um deputado, um senador e ganhei em Parnaíba. Peguei de última hora o Solidariedade como partido. Então, eu afirmo que eles não ganham. Parnaíba é uma cidade forte, mas importante que Teresina. Temos condições de ganhar. Eu tenho certeza”, disse.

Mão Santa ensina os demais membros da oposição o caminho para derrotar Wellington. “Não adianta inveja e mágoa deles. Nós ganhamos em Parnaíba porque o povo nos acolheu, sabe do nosso trabalho. O mesmo vai ocorrer em 2018. Esse PT não ganha. Parnaíba tem a melhor administração do Brasil. O Banco do Nordeste já me premiou. Dos grandes do Nordeste só tinha eu lá. Vamos levar isso para o Piauí. Podemos derrotar esse governo. Já sabemos como fazer”, disse.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ELEIÇÕES 2018
“TRÊS ALBERTÕES DE VOTOS PARA REJANE DIAS”, PEDE DANIEL OLIVEIRA
“TRÊS ALBERTÕES DE VOTOS PARA REJANE DIAS”, PEDE DANIEL OLIVEIRA
REELEIÇÃO
DE OLHO EM 2018, WELLINGTON E REJANE DIAS REÚNEM PREFEITOS
DE OLHO EM 2018, WELLINGTON E REJANE DIAS REÚNEM PREFEITOS
DISPUTA
LÍDER REAGE E CRITICA OPOSIÇÃO A WELLINGTON DIAS
LÍDER REAGE E CRITICA OPOSIÇÃO A WELLINGTON DIAS
DISPUTA
“VOU PEDIR A DISSOLUÇÃO DA CÂMARA DE TERESINA”, DIZ DUDU
“VOU PEDIR A DISSOLUÇÃO DA CÂMARA DE TERESINA”, DIZ DUDU