Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
ELEIÇÕES 2018
“MAIORES PARTIDOS DEVEM FICAR COM AS VAGAS MAJORITÁRIAS”, DIZ MARCELO CASTRO

PRESIDENTE DO MDB DO PIAUÍ AFIRMA QUE AS MAIORES LEGENDAS DEVEM FICAR COM APENAS UMA VAGA, INCLUSIVE, O PT DE WELLINGTON DIAS

09/02/2018 08:22 - Atualizado em 09/02/2018 16:34

O presidente estadual do MDB, deputado Marcelo Castro, afirma que as vagas na chapa de reeleição do governador Wellington Dias (PT) devem ser distribuídas apenas entre os grandes partidos. Ele defende ainda que cada legenda deve ficar apenas com uma vaga majoritária.

Na prática, isso significa que siglas como o Progressistas do senador Ciro Nogueira e o PP do governador não poderiam ter duas vagas. Se Ciro for candidato à reeleição, o partido não poderá indicar um nome para a vaga de vice. O mesmo ocorreria com o PT.  Como Wellington já é o cabeça da chapa, o partido deveria abrir mão da reeleição da senadora Regina Sousa.

“Não é lógico um único partido ocupar duas vagas na chapa majoritária. São apenas quatro vagas, então cada partido fica com uma. Como são muitos partidos e poucas vagas, os maiores partidos devem indicar nomes para os cargos majoritários.  O PT ocuparia a vaga de governador, o PP tem o senador Ciro, o MDB ficaria com a vice”, declarou.

A outra vaga de senador, que hoje pertence a senadora Regina Sousa, seria negociada com legendas como o PSD e o PDT. O PT já avisou que não aceita perder a vaga do Senado. O partido já anunciou que Regina é pré-candidata à reeleição.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ELEIÇÕES 2018
WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE
WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE
VIAGEM
GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES
GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES
DISPUTA
“É CHOVER NO MOLHADO”, DIZ FIRMINO SOBRE DECLARAÇÕES DE JEOVÁ
“É CHOVER NO MOLHADO”, DIZ FIRMINO SOBRE DECLARAÇÕES DE JEOVÁ
ALIANÇAS
“ÀS VEZES É PRECISO ESCOLHER O MENOS RUIM”, DIZ LÁZARO SOBRE APOIO DO PPS A WELLINGTON
“ÀS VEZES É PRECISO ESCOLHER O MENOS RUIM”, DIZ LÁZARO SOBRE APOIO DO PPS A WELLINGTON