Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
CAMAPNHA
ELES CUMPREM PROMESSAS?

LEVANTAMENTO NACIONAL MOSTRA QUE FIRMINO E WELLINGTON TÊM GRANDE DIFICULDADE DE CUMPRIR AS PROMESSAS FEITAS NAS ELEIÇÕES ANTERIORES

03/01/2018 08:57 - Atualizado em 03/01/2018 09:35

Levantamento realizado pelo G1 nacional mostrou o desempenho dos governadores do Brasil após três anos de mandato e dos prefeitos depois de um ano à frente das prefeituras. No caso do Piauí, os dados chamam atenção. O governador Wellington Dias (PT), candidato à reeleição, e o prefeito Firmino Filho (PSDB), aposta da oposição para a disputa pelo Karnak, têm encontrado dificuldades para cumprirem as promessas feitas nos pleitos anteriores.

Wellington Dias e Firmino apresentam dificuldades para cumprirem promessas (Foto:JailsonSoares?PoliticaDinamica.com)

A diferença é que enquanto o tucano só tem um ano de mandato, Wellington Dias chegou ao último ano da terceira administração com apenas quatro promessas cumpridas integralmente. Ele finalizou apenas o mapeamento de áreas de risco, ampliação de segurança das mulheres, expansão do Rone e decreto de emergência na Segurança.

Do total de vinte e cinco ações, o petista nem mesmo iniciou dez delas. A duplicação de rodovias principais até o ano passado, a retomada de obras no Porto de Luís Correia, a construção da Barragem de Castelo, reconstruir ferrovia interestadual, prolongar a orla da praia no litoral e reativar o bolsa atleta, são alguns dos compromissos que o governador não realizou.

Há ainda onze promessas que estão em andamento e que foram concluídas em parte, como a conclusão do anel viário de Teresina, aumentar número de policiais e agentes, regularizar 200 mil imóveis, a implantação de um plano de aviação para o Estado, o aumento de UTIs, criação de escolas de tempo integral e outras.

O mesmo levantamento mostra o desempenho do prefeito Firmino Filho (PSDB). Com um ano de mandato, o tucano teria cumprido apenas as promessas de criar a secretaria municipal de Políticas Sociais Integradas, implantar o Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar, substituir e instalar 1.470 hidrômetros, realizar concurso público de saúde, implementar o sistema municipal de ouvidoria do SUS, implantar o Centro Especializado de Atenção à Saúde do Idoso e implantar o serviço de transporte 'Cegonha Teresinense'.

Do total de 55 promessas, quatro estão fase de conclusão. São elas, a ampliação da jornada escolar das escolas municipais para 7 horas, alfabetizar todas as crianças até o final do 2º ano do ensino fundamental, plantar 100 mil mudas e construir e estruturar dois centros de especialidades odontológicas.

As 44 restantes estão bem longe de serem concluídas. Algumas delas como implantar o serviço de atendimento às vítimas de violência sexual do Hospital do Promorar, construir o Planetário de Teresina, criar o Sistema Municipal de Financiamento à Cultura, implantar o esgotamento sanitário do Parque Alvorada, aumentar, no mínimo, para 40% o percentual da população atendida pelo serviço de coleta e esgotamento sanitário, construir Hospital Veterinário, construir 22 km de ciclovias, ampliar o complexo turístico Encontro dos Rios, entre outras.

Tanto Wellington quanto Firmino mostram terem dificuldades para cumprirem os Planos de Governos apresentados. No caso do tucano, apesar de só ter tido um ano de mandato, se for candidato a governador na eleição de outubro, ele deixará a prefeitura sem cumprir os compromissos assumidos com o teresinense para já assumirá outros com todo o estado.

No caso de Wellington, a pergunta que se faz é se vale a pena conceder mais uma chance – quatro anos de governo – a um candidato que em três anos só cumpriu quatro promessas? Ele tem mais um ano pela frente, mas em período eleitoral, será praticamente impossível fazer muita coisa.

Se depender desses dados, vai ser mais difícil ainda acreditar nas promessas de candidatos na campanha deste ano.  As duas principais opostas políticas de 2018 mostram ter uma dificuldade danada de cumprirem o que prometeram. 

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ALIANÇAS
PEN BUSCA SE REESTRUTURAR APÓS SAÍDA DE GRUPO DE BOLSONARO
PEN BUSCA SE REESTRUTURAR APÓS SAÍDA DE GRUPO DE BOLSONARO
DISPUTA
“ZIZA NÃO TEM CACIFE PARA FALAR EM NOME DO GOVERNADOR”, DIZ EVALDO
“ZIZA NÃO TEM CACIFE PARA FALAR EM NOME DO GOVERNADOR”, DIZ EVALDO
FÉRIAS
PROFESSORES PROTESTAM CONTRA ATRASOS
PROFESSORES PROTESTAM CONTRA ATRASOS
FISCALIZAÇÃO
PREFEITO QUE GASTAR COM CARNAVAL PODE TER CONTAS REPROVADAS
PREFEITO QUE GASTAR COM CARNAVAL PODE TER CONTAS REPROVADAS