Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
Wilson Gondim presidirá Comissão de Liberdade de Imprensa e Expressão

CERIMÔNIA DE POSSE VAI ACONTECER NA PRÓXIMA TERÇA-FEIRA, DIA 16/06, ÀS 10H, NA SEDE DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO PIAUÍ

09/06/2020 18:44 - Atualizado em 10/06/2020 12:10

Advogado tem experiência na defesa da liberdade de imprensa (Foto: Divulgação/OAB-PI)

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, realizará a cerimônia de posse dos membros da Comissão de Liberdade de Imprensa e Expressão (CLIE), na próxima terça-feira (16), às 10h. Em função da pandemia da Covid-19, a solenidade será restrita e ocorrerá no auditório Ministro Reis Veloso, cumprindo todos os requisitos de segurança sanitária.

O advogado Wilson Gondim, experiente em ações desse tipo, assumirá a presidência da comissão recém-criada. Para ele, a criação da nova comissão é um marco na história da OAB-PI.

“A criação da Comissão de Liberdade de Imprensa e Expressão é um marco histórico da OAB-PI na defesa das garantias constitucionais. Só tenho a agradecer pela confiança e pelo convite. Faço um agradecimento especial ao presidente Celso Barros e ao conselheiro federal Raimundo Júnior pelo apoio”, disse o advogado.

A Comissão terá o objetivo de defender os ideais de Liberdade de Imprensa e Expressão no Brasil, em especial no âmbito da Seccional Piauí. Ela também vai atuar junto à sociedade, nos meios acadêmicos e jurídicos defendendo a liberdade de imprensa e de expressão.

“A comissão foi criada nesta gestão e atende à uma necessidade de ampliar os fóruns de discussão sobre o papel da imprensa, no seu dever de bem informar”, ressaltou o presidente da OAB Piauí, Celso Barros Coelho Neto.

A Diretoria da Comissão será composta ainda pelos advogados Ézio José Raulino Amaral (vice-presidente), Maurício Alves da Silva (secretário-geral), Telsírio Alencar (secretário-geral adjunto), Rony Abreu Torres (membro), Pablo Romário Sousa Melo (membro), Pedro Henrique Costa de Aquino (membro) e João Alberto Soares Neto (membro).

FONTE: OAB-PI

Comente!

ANTERIOR

Exibir programas com alusão ou crítica a candidatos em rádio e TV está proibido até 29/11

PRÓXIMA

É ilegítima a exclusão de candidato de concurso que responde a inquérito ou AP