Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
TJ-PI destinará recursos de transações penais para combate ao Coronavírus

VALORES SERÃO DESTINADOS DA VARA DE EXECUÇÃO PENAL PARA PARA O ESTADO, QUE TERÁ QUE PRESTAR CONTAS EM 180 DIAS

24/03/2020 15:44

O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI) destinará recursos oriundos de prestações pecuniárias, transações penais e de suspensão condicional do processo ao Poder Executivo do Estado do Piauí para enfrentamento da pandemia da Covid-19. Inicialmente, estão sendo destinos R$ 98,6 mil, provenientes da Vara de Execuções Penais da comarca de Teresina, para a Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi).

Segundo o Provimento Conjunto nº 27/2020, da Presidência do TJ-PI e da Corregedoria Geral da Justiça, esse valor deve ser utilizado exclusivamente na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), a serem destinados aos profissionais da saúde do Estado do Piauí.

O TJ-PI determina, ainda, que no prazo de 180 dias, contados da data do recebimento dos recursos, o Poder Executivo deverá prestar contas do efetivo emprego do valor que lhe foi destinado para os fins especificados.

De acordo com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, já está sendo realizado levantamento para a destinação de recursos de origem semelhante nas diversas comarcas do interior do Piauí ao combate ao Coronavírus.

“Sabemos que são valores considerados pequenos no universo que envolve o combate a essa pandemia, mas estamos colaborando da forma que podemos, seja com a destinação desses recursos para a área da saúde, seja com o reforço à campanha Fique em Casa, por meio da adoção dos regimes de plantão extraordinário, teletrabalho e trabalho remoto”, declarou o desembargador.

NORMATIZAÇÃO
A medida leva em consideração a Portaria Conjunta nº 1020/2020, da Presidência do TJ-PI e da Corregedoria Geral de Justiça, que determinou medidas para a contenção da propagação do novo Coronavírus, além das reiteradas notícias da falta de EPI para os profissionais de saúde que atuam na contenção da Covid-19 no Piauí.

O Provimento considera, também, a Resolução 313/2020, do Conselho Nacional de Justiça, que determinou aos Tribunais brasileiros que disciplinem a destinação desse tipo de recurso, priorizando a aquisição de materiais e equipamentos médicos necessários ao combate da pandemia Covid-19.


FONTE: Com informações da Assessoria

Notícias relacionadas
OAB aciona CNJ para retomada facultativa das audiências de instrução
OAB aciona CNJ para retomada facultativa das audiências de instrução
Justiça nega pedido para abertura de academias, barbearias e salões
Justiça nega pedido para abertura de academias, barbearias e salões
Município não é obrigado a criar cargos de advocacia pública; entenda
Município não é obrigado a criar cargos de advocacia pública; entenda
MPPI cobra assistência aos venezuelanos que moram em Teresina
MPPI cobra assistência aos venezuelanos que moram em Teresina