Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
TCE-PI determina bloqueio de contas de municípios com irregularidades

FORAM ENCONTRADAS ILEGALIDADES EM 5 CÂMARAS MUNICIPAIS, 4 PREFEITURAS E 1 REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA

08/10/2019 12:17 - Atualizado em 08/10/2019 12:22


O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) determinou o bloqueio das contas bancárias de quatro prefeituras, cinco câmaras municipais, um regime um Regime Próprio de Previdência Social – RPPS e um consórcio municipal que não enviaram as prestações de contas referentes ao período até dezembro de 2018 ou de janeiro a junho de 2019.

Com o bloqueio das contas, os gestores ficam impedidos de fazer pagamentos, saques e outras movimentações bancárias. O levantamento foi atualizado na manhã desta segunda-feira (07) pela Diretoria de Fiscalização da Administração Municipal (DFAM). A decisão será comunicada aos bancos para que o bloqueio seja efetivado.

O pedido de desbloqueio se dará no primeiro dia útil após a regularização da pendência, tendo em vista que ocorrerá análise técnica pelo setor competente.

Confira os municípios que tiveram determinação de bloqueio de contas bancárias por decisão do Tribunal de Contas:

PREFEITURAS
 Assunção do Piauí, Bertolínia, Curralinhos e Paes Landim.

CÂMARAS MUNICIPAIS
Avelino Lopes, Bonfim do Piauí, Nossa Senhora de Nazaré, Olho D´Água do Piauí e São José do Peixe.

 REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL – RPPS
Nossa Senhora de Nazaré

CONSÓRCIO
Consórcio Intermunicipal Buritis


FONTE: Com informações da Assessoria


Notícias relacionadas
Justiça determina abastecimento da Farmácia do Povo com insulina
Justiça determina abastecimento da Farmácia do Povo com insulina
TJ-PI suspende validade dos concursos para magistrados e servidores
TJ-PI suspende validade dos concursos para magistrados e servidores
TSE pode propor adiar eleições para novembro, mas sem prorrogar mandatos
TSE pode propor adiar eleições para novembro, mas sem prorrogar mandatos
Advogado fala sobre papel do advogado criminal e advocacia 4.0
Advogado fala sobre papel do advogado criminal e advocacia 4.0