Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
No Piauí, ex-ministro do TSE Joelson Dias rechaça candidaturas avulsas e voto facultativo

MANIFESTAÇÕES FORAM DADAS DURANTE LANÇAMENTO, NA ESAPI, DA PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL

23/11/2019 10:50

A Escola Superior da Advocacia da OAB-PI (Esapi) lançou na noite de ontem (22/11) a 3ª edição de sua Pós-Graduação em Direito Eleitoral. Além do presidente da Ordem Celso Barros, o evento contou com a presença do ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Joelson Dias, que falou aos presentes sobre a importância do Direito Eleitoral e do debate amplo entre todos os atores políticos.

Questionado sobre temas polêmicos como candidaturas avulsas e voto facultativo no Brasil, o ex-ministro, que será um dos professores na pós-graduação ora lançada, fez ponderações importantes.

"Defendo o comparecimento obrigatório às urnas. Pelo menos o comparecimento, já que lá na urna a pessoa pode escolher votar nulo ou em branco. Mas defendo que o comparecimento seja obrigatório. Aliás, a Constituição Federal quer muito mais que compareçamos às urnas, quer que fiscalizemos nossos representantes, que acompanhemos de perto a vida política. Mas isso, no Brasil, ainda parece ser bem utópico. Mas repito, defendo o comparecimento às urnas, embora lá o voto seja anulado. Agora se o eleitor assim faz, abrindo mão de escolher o que acha ser melhor para ele, não me venha depois reclamar do buraco na rua, da falta de escola, de transporte público, porque ai não tem legitimidade para reclamar, porque, sequer, escolheu alguém para lhe representar", afirmou Joelson Dias.

Sobre candidaturas avulsas, Joelson Dias pontuou que é contra, por defender que a discussão política e social pode ser melhor tratada com partidos políticos estruturados.

Notícias relacionadas
Justiça determina abastecimento da Farmácia do Povo com insulina
Justiça determina abastecimento da Farmácia do Povo com insulina
TJ-PI suspende validade dos concursos para magistrados e servidores
TJ-PI suspende validade dos concursos para magistrados e servidores
TSE pode propor adiar eleições para novembro, mas sem prorrogar mandatos
TSE pode propor adiar eleições para novembro, mas sem prorrogar mandatos
Advogado fala sobre papel do advogado criminal e advocacia 4.0
Advogado fala sobre papel do advogado criminal e advocacia 4.0