Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
Diretoria da AAPP se reúne e traça plano de atuação para 2020

PRESIDENTE PATRÍCIA RIBAS DIZ QUE FOCO DA ASSOCIAÇÃO DOS ADVOGADOS PREVIDENCIARISTAS DO PIAUÍ É A DEFESA DA CLASSE

02/04/2020 17:20

É na busca por maior representatividade da classe e um diálogo amplo e aberto com instituições e órgãos jurídicos e da sociedade civil que a Associação dos Advogados Previdenciaristas do Piauí (AAPP) inicia os trabalhos em 2020. Dentre os objetivos da AAPP, está a defesa dos direitos e dos legítimos interesses dos seus associados, bem como promover estudos, pesquisas e eventos relacionados ao Direito Previdenciário. 

Com atuação há mais de 10 anos, a AAPP chega à sua quarta gestão, agora, com a presidente Patrícia Ribas à frente da diretoria executiva, composta ainda pela vice-presidente Carla Berenice, pela 1ª secretária Regina Célia, pela 2ª secretária Thaysa Soares e pelo diretor de convênios, José Lenilton, além de 1º e 2º tesoureiros, conselheiros fiscais efetivos e suplentes.

Segundo a presidente Patrícia Ribas, em sua gestão a A AAPP vem com uma renovação, prezando por uma comunicação mais rápida com seus associados e com a sociedade por meio do instagram e de um site. Ela destaca que a ideia é ter um feedback dos advogados em relação à ações da associação.

"Nesse contexto é fundamental e importante a associação dos advogados que atuam na área previdenciária. Só assim vamos poder trabalhar mais fortes em prol da classe", pontua Patrícia Ribas.

A presidente destaca que o atual cenário de atuação do advogado previdenciarista é de transformação e isso requer qualificação cada vez mais dos advogados. São mudanças significativas tanto administrativas como judiciais que impactam profundamente na atuação dos advogados previdenciaristas.

"Passamos por diversas transformações na área previdenciária, quer seja com a lei, com a Emenda 103/19, a Reforma da Previdência, quer seja na seara administrativa, como por exemplo, a extinção do ministério responsável pela previdência. Temos outras mudanças. Por exemplo, o site ' meu inss' da Previdência muda a interface constantemente, sem falar nas instabilidades e indisponibilidades desses sistemas virtuais que dificultam o nosso trabalho. Hoje também, a nível judicial, o sistema eletrônico e-Proc foi substituído pelo PJE. Tudo isso vem sendo alterado e o advogado tem que se atualizar constantemente", evidencia Ribas.

De acordo com Patrícia Ribas, diante deste cenário a AAPP se coloca como parceira dos advogados no enfrentamento das mudanças do cotidiano.

AÇÕES PARA 2020
Na última reunião a AAPP também traçou algumas linhas de atuação para 2020. São projetos e ações importantes em prol dos associados.

"Vamos lançar um site que conterá um banco de jurisprudências com decisões da 1ª e 2ª Turma Recursal da Justiça Federal do Piauí. O propósito é facilitar o acesso desse material pelos advogados das subseções. Vamos dividir por assuntos. Também deveremos ter palestras e debates de temas interessantes à classe e dos problemas enfrentados pela classe, bem como planejamos um evento maior para tratarmos do direito previdenciário. Vamos fazer visitas às cidades com Seccionais da OAB-PI para falarmos com os advogados que atuam no previdenciário. Vamos visitar as instituições e fortalecer essa relação. Pretendemos, ainda, promover um curso de sustentação oral e colocar colegas advogados para auxiliar os demais advogados na construção das peças recursais. Vamos falar em nome da classe, fortalecer nossa representatividade, com a união de todos. E vamos buscar ter uma roda de diálogos com os advogados da área com convidados, juízes, procuradores e órgãos como MPF", explica a presidente Patrícia Ribas

PORTA-VOZ
A vice-presidente Carla Berenice lembra que ser associado à AAPP significa ter uma porta-voz do trabalho diário da classe, que para ela, deve ser unida, na busca dos mesmos ideais.

"A área previdenciária desperta a atuação do jovem advogado no Piauí, mas falta união da classe. É nesse cenário que a AAPP quer pautar sua atuação, para que ao invés do “cada um por si” seja traçado um objetivo comum, com a convergência de ideias e interesses. Atuaremos como uma porta-voz interinstitucional dos previdenciaristas com a OAB, a Justiça Federal, o INSS e demais repartições públicas na busca da resolução dos entraves enfrentados pelos advogados", afirma Carla Berenice.

Carla Berenice explica como ser sócio e comenta que o ato de se associar significa aumentar a representatividade, é uma ação conjunta no fortalecimento de todos.

"Convidamos todos os advogados previdenciaristas do Piauí a se associarem, fazerem o cadastro no site www.aappi.com.br, efetuarem o pagamento e concluírem o processo. Ressaltamos que o ato de se associar vai bem além de usufruir dos diversos benefícios da associação, mas significa, principalmente, reforçar a união da classe e fortalecer a atuação do advogado previdenciarista na defesa das prerrogativas. Sabemos que uma instituição é forte dependendo de sua representatividade e essa união vai nos permitir ampla presença institucional para participar dos debates políticos, jurídicos e sociais, gerando maior visibilidade da classe perante os mais diversos segmentos da sociedade civil', pontuou a vice-presidente Carla Berenice.

CONVÊNIOS E PARCERIAS
José Lenilton é diretor de convênios da AAPP e fala que a associação surgiu da necessidade de aglutinar a classe, reunir todos os previdenciaristas. Ele reforça que sua atuação será na busca por convênios com diversos órgãos e instituições que possam ajudar o advogado no seu cotidiano.

"Por exemplo, parceria com hotéis no interior, postos de combustíveis, com clínicas médicas, com oficinas mecânicas para alinhamento, balanceamento e troca de óleos. Todos convênios práticos para os nossos associados", diz.

REPRESENTATIVIDADE
Para a 1ª secretária Regina Célia, a associação terá um papel fundamental para os associados, por vai representar a classe em problemas pontuais. 

"Por exemplo, se ocorre algum problema na Justiça Federal quanto à demora de RPV, a AAPP pode intervir, conversando com os juízes, os coordenadores. Trata-se de uma representatividade, temos que ter essa união para nos fortalecer, individualmente fica mais complicado. Passamos por muitos problemas, reformas, mudanças e isso precisa da classe unida", assinala Regina Célia.

ORIGEM E MARCO HISTÓRICO
A AAPP completa dia 22 de junho 13 anos e já teve como presidentes Décio Solano, Édson Alencar e Reginaldo Miranda. Segundo o advogado Édson Alencar, ex-presidente, a AAPP surgiu em meio a um cenário de muitos dificuldades para os advogados previdenciaristas, como ainda existem. Ele explica que a ideia era reunir todos os militantes desta seara. 

"Nosso primeiro presidente foi Décio Solano, que por questões ligadas à sua candidatura a vereador não pode concluir seu mandato. Então, eu assumi, já que era o vice-presidente", esclarece.

Ao longo de mais de uma década, muitos foram os momentos marcantes da atuação da AAPP na representação dos previdenciaristas, como destaca o ex-presidente Édson Alencar.

"Um dos grandes marcos da AAPP e de sua atuação ao longo desses anos foi o grande mutirão que a Justiça Federal fez em 2009. Naquela oportunidade tivemos mais de 15 mil audiências e a associação teve uma grande participação, alugando um grande galpão em frente ao prédio da Justiça Federal para acolher todo o jurisdicionado, haja vista que a Justiça Federal não tinha como acolher todo mundo. Esse ato nos fortaleceu muito. Outra importante atuação nossa foi contra injustiças contra nossa classe que foram feitas. Isso resultou na nossa ida ao CNJ questionar estes atos, situação em que saímos vitoriosos", elenca Édson Alencar, reforçando a importância dos advogados previdenciaristas se associarem para tornar a classe mais forte.


FONTE: Com informações da Assessoria

Notícias relacionadas
Telejornal 'Band Cidade Piauí' comemora dois anos no ar
Em e-book, OAB-PI elenca ações realizadas no enfrentamento à COVID-19
Em e-book, OAB-PI elenca ações realizadas no enfrentamento à COVID-19
Reclamações sobre compras na internet aumentam quase 100% no Piauí
Reclamações sobre compras na internet aumentam quase 100% no Piauí
Advogado fala sobre violência contra a mulher e assédio sexual em escolas
Advogado fala sobre violência contra a mulher e assédio sexual em escolas