Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
CNJ arquiva representação do PDT contra Moro

PARTIDO ALEGAVA QUE A TROCA DE MENSAGENS ENTRE MORO E DALLAGNOL LEVANTARIA DÚVIDAS SOBRE SUA CONDUTA

12/06/2019 08:51

O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, mandou arquivar o pedido de providências formulado pelo PDT contra Sergio Moro, informa o Estadão.

FOTO: Metro

A alegação do partido era que as conversas privadas de Moro no Telegram, vazadas e publicadas pelo site The Intercept, levantavam “dúvidas sobre a probidade da conduta do então julgador, em vista de comportamentos claramente incompatíveis com o papel constitucional do magistrado”.

Martins argumentou com o fato de Moro ter deixado de ser juiz federal para assumir o Ministério da Justiça. Para ele, a exoneração solicitada “tem disciplina diversa da aposentadoria voluntária”.

Desse modo, afirmou o corregedor, “a instauração de um procedimento administrativo-disciplinar contra o magistrado já exonerado não teria nenhuma utilidade”.


FONTE: Com informações do O Antagonista

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
MP-PI inspeciona casa de idosa vítima de imperícia
Não tenho nada a esconder, diz Sérgio Moro sobre conversas com Dallagnol
Advogado que pediu emprego no semáforo em Brasília é contratado
Senado derruba decreto de Bolsonaro sobre armas; texto segue para Câmara