Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
CCJ do Senado aprova projeto que torna acordo no Procon título executivo extrajudicial

PLS 68/13 SEGUE AGORA PARA COMISSÃO DE TRANSPARÊNCIA, FISCALIZAÇÃO E CONTROLE DO SENADO FEDERAL

12/09/2019 14:30

A CCJ do Senado aprovou nesta terça-feira, 11, o PLS 68/13, que altera o CDC para atribuir natureza de título executivo extrajudicial aos acordos celebrados perante entidades e órgãos de defesa do consumidor.

Agora, a proposta segue para a Comissão de Transparência, Fiscalização e Controle da Casa.

Para estabelecer a previsão, o projeto inclui no Código o artigo 89-A. Ao atribuir força de título executivo extrajudicial aos acordos, de acordo com a Agência Senado, o texto pretende gerar a obrigação de cumprimento sem necessidade de se recorrer à Justiça.

O PLS 68/13 é de autoria do senador Ciro Nogueira. Na justificação, o autor afirma que, desde que o fornecedor e o consumidor de bens e serviços celebrem acordo perante órgãos de defesa do consumidor, em caso de seu descumprimento, não há sentido a exigência da propositura de ação de conhecimento pela parte prejudicada.

"Por esse motivo, propomos a inclusão do acordo celebrado por fornecedor e consumidor perante entidade ou órgão da Administração Pública destinado à defesa dos interesses e direitos protegidos pelo Código de Defesa do Consumidor no rol dos títulos executivos extrajudiciais."

Nogueira afirma ainda que a medida visa conferir celeridade na solução de litígios, contribuindo para o desafogamento do Poder Judiciário.

Ao analisar o projeto, o relator na CCJ, senador Oriovisto Guimarães, considerou que a proposta fomenta a "tão almejada desjudicialização do consumo".

"Ao conferir eficácia de título executivo extrajudicial aos acordos firmados perante os órgãos de defesa do consumidor, a proposta fortalece os Procons e torna mais efetiva sua função como meio alternativo de resolução de conflitos atinentes a relações de consumo", afirmou.

O relator apresentou emendas para aperfeiçoar a redação da proposta.


FONTE: Com informações do Migalhas

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
Conselheiro do CNJ mostra preocupação do Judiciário com judicialização da saúde
Conselheiro do CNJ mostra preocupação do Judiciário com judicialização da saúde
STJ permite acréscimo de outro sobrenome de cônjuge após casamento
Câmara aprova regras eleitorais e aguarda sanção para valer em 2020
Câmara aprova regras eleitorais e aguarda sanção para valer em 2020
Justiça condena ex-prefeito de Itaueira em ação penal por saques indevido
Justiça condena ex-prefeito de Itaueira em ação penal por saques indevido