Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
Advogado comenta agressões a Bolsonaro na Ópera da Serra da Capirava

ALANO DOURADO ELOGIA A ORGANIZAÇÃO DO EVENTO, DEFENDE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO, E AFIRMA QUE A ÓPERA NÃO PODE SER PUNIDA, E SIM AQUELES QUE COMETERAM EXCESSOS NAS DECLARAÇÕES

30/07/2019 21:06 - Atualizado em 31/07/2019 15:55

Durante a realização da Ópera da Serra da Capivara de 2019 ocorreram manifestações políticas contra o Presidente Bolsonaro e o Ministro Sérgio Moro que causaram polêmica, culminando com a declaração da pesquisadora Niede Guidon de que a FUMDHAM não mais apoiará o evento.

Para o advogado Alano Dourado, “A Ópera resgata a memória dos nossos ancestrais e nossa cultura, portanto é lamentável que artistas utilizem o palco para manifestações políticas. No entanto, o direito de manifestação é livre. A organização do evento acertou, pois jamais poderia instruir sobre o que cada artista deveria ou não falar ao microfone, o que iria de encontro a Constituição Federal e a Declaração Universal dos Direitos Humanos”.

De acordo com o advogado, “não se pode retaliar nem censurar a liberdade de expressão, mas ela tem limites, e os artistas que cometeram verborragias tem que responder pelo excesso. Mas não podemos permitir que declarações infelizes e isoladas diminuam o espetáculo e nem sejam usadas para politizar a Ópera.”

Alano afirma que “Os organizadores estão de parabéns por conseguirem elevar o nome do Nosso Estado de maneira tão profissional, especialmente o Governador Welligton Dias, e as irmãs Margareth Coelho, Sadia Castro e Carmelita Castro, que empreenderam esforços imensuráveis para que tudo saísse com esmero, o que não pode ser ofuscado por declarações isoladas e irresponsáveis. O Piauiense que assistiu ao espetáculo foi pra casa com Orgulho de Ser do Piauí”.

Quanto a possibilidade da retirada do apoio da FUMDHAM do evento, Alano declarou que “espera que não se concretize, mas é natural que haja desconforto inicial. Dra. Niéde Guidon já em 1970 descobrira nosso primeiro sítio arqueológico, dedicou sua vida ao nosso Estado e a pesquisa, recentemente inaugurou o Museu da Natureza, que em pouco tempo recebeu mais de 30 mil turistas. No entanto confio que a punição deverá ser dada a quem se excedeu de modo irresponsável, e não a Nossa Opéra” .

A Ópera da Serra da Capivara de 2019 encenou o “Ato Carcará”, que contou com artistas locais e de fora, inclusive do Cirque du Soleil, retratando o universo mágico dos povos do Sertão. Apoiaram o evento o Governo Do Estado do Piauí, FUMDHAM, ICMBio, a Deputada Federal Margareth Coelho, a Secretaria Estadual de Meio Mabiente, Sadia Castro, os Deputados Estaduais Nerinho, Helio Isaias, Janaina Marques, Julio Arcoverde, Fábio Novo, a prefeitura de São Raimundo Nonato e Coronel José Dias e o advogado Alano Dourado.



FONTE: Com informações da Assessoria

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
Procurador do Trabalho alerta para precarização do trabalho no Piauí
Procurador do Trabalho alerta para precarização do trabalho no Piauí
TRE-PI empossa nova diretoria dia 6 de abril para biênio 2020-2022
TRE-PI empossa nova diretoria dia 6 de abril para biênio 2020-2022
Filho de desembargador de TJ não pode ser indicado a vaga de juiz de TRE
Filho de desembargador de TJ não pode ser indicado a vaga de juiz de TRE
Prefeito no PI é denunciado por irregularidade na locação de veículos
Prefeito no PI é denunciado por irregularidade na locação de veículos