Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
CNJ aponta TRT-PI como detentor de maior carga de trabalho de magistrados do país

Pelo segundo ano consecutivo, o Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (TRT Piauí) atingiu o Índice de Produtividade Comparada da Justiça (IPC-Jus) de 100%

03/09/2020 00:27

O Relatório Justiça em Números do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), divulgado esta semana, apontou que o TRT Piauí alcançou o índice de 100% no IPC-Jus, pelo segundo ano consecutivo. O IPC-Jus, índice que varia de 0% a 100%, é o indicador que mensura a eficiência e a produtividade relativa de todos os Tribunais do país, ou seja, o que foi produzido a partir dos recursos ou insumos disponíveis para cada Tribunal. “O IPC-Jus permite que eu compare o TRT do Piauí, que é um Tribunal de pequeno porte, com o TRT de São Paulo (grande porte), por exemplo. Isso nos permite ter a clara percepção do nosso grau de eficiência e produtividade em relação aos demais Tribunais. Portanto, atingir, pelo segundo ano consecutivo, o índice máximo comparado aos demais 23 Tribunais do Trabalho no Brasil coloca o TRT Piauí em honrosa posição de referência no cenário nacional e nos sinaliza que estamos fazendo jus à nossa razão social”, afirmou Marcelo Nolleto, Secretário de Governança e Estratégica da Justiça do Trabalho da 22ª Região.  

O Relatório Justiça em Números é o principal documento de publicidade e transparência do Poder Judiciário, que consolida em uma única publicação dados gerais da atuação do Poder Judiciário e abrange informações relativas às despesas, às receitas, acesso à justiça e uma vasta gama de indicadores processuais. Segundo o resultado apresentado, o TRT Piauí se destaca, dentre todos os Tribunais do Trabalho, por apresentar o maior Índice  de Produtividade dos Magistrados (IPM) e o maior Índice de Produtividade dos Servidores (IPS) do Brasil.

"Estamos felizes, orgulhosos e gratos por mais esse resultado bastante expressivo alcançado pelo TRT Piauí na presente gestão, consolidando nosso protagonismo nacional. Coroa o trabalho de excelência prestado por magistrados, servidores, estagiários, terceirizados e voluntários do TRT, com o suporte especial da Administração, em cooperação com a advocacia piauiense, e demonstra que a Justiça do Trabalho do Piauí está cumprindo com êxito sua missão de solucionar conflitos com celeridade e efetividade, realizando paz e justiça social", pontua o Juiz Auxiliar da Presidência e Gestor de Metas Nacionais do TRT Piauí, Washington Bandeira.

O relatório Justiça em Números aponta, também, que o TRT Piauí é o Tribunal com maior carga de trabalho dos magistrados, dentre os Tribunais de pequeno porte, e a segunda maior carga de trabalho dos servidores dentre todos os Tribunais do País.


FONTE: Com informações do TRT-PI

Comente!

ANTERIOR

Greve dos enfermeiros de Teresina é ilegal, decide Desembargador Hilo de Almeida

PRÓXIMA

Juiz Aderson Nogueira determina reativação dos 335 leitos de UTI Covid no Piauí