NOTÍCIAS

Avaliação aponta TRT-PI com 11 Varas do Trabalho entre as 25% melhores do Brasil

Tribunal Regional do Trabalho também destacou-se com duas Varas do Trabalho entre os primeiros lugares nacionais

22/01/2021 11:01

A Corregedoria Geral da Justiça do Trabalho (CGJT) divulgou os resultados do ano de 2020 do Índice Nacional de Gestão do Desempenho da Justiça do Trabalho (IGEST). Das 14 Varas do Trabalho (VT) que o Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (TRT 22) possui, 11 estão entre as 25% melhores de todo o Brasil.

Além do excelente resultado geral, o TRT 22 destacou-se individualmente: a 4ª VT de Teresina alcançou o 1° lugar nacional na categoria “Varas com volume processual entre 1.501 a 2000 processos”. “Só foi possível alcançar este resultado através do trabalho em equipe, realizado por magistrados e servidores, aliado ao apoio dado pela Administração que nos proporcionou recursos humanos e ferramentas tecnológicas”, disse a Juíza Titular da 4ª Vara do Trabalho de Teresina, Basiliça Alves.  

A VT de São Raimundo Nonato também destacou-se no rancking nacional ao obter o 1° lugar na categoria “Varas com volume processual de 2.500 a 3.000 processos” e a 2ª VT de Teresina ficou em 7° lugar nacional em desempenho na categoria “Varas com volume processual entre 1501 a 2000 processos”.

A Corregedoria avaliou os índices de 1.567 Varas do Trabalho de todos os Tribunais Regionais do Trabalho do Brasil no período compreendido entre 1° de janeiro de 2020 a 31 de dezembro de 2020. Segundo o Coordenador de Gestão Estratégica da Justiça do Trabalho da 22ª Região, Anchieta Araujo, a meta para o ano de 2021 é posicionar todas as VTs do Piauí entre as 25% melhores do Brasil. “Vamos implantar o projeto Gestão Compartilhada, que visa levar os servidores com alto nível de expertise para realizarem treinamentos em outras VTs de nosso Estado”, explicou.  

IGEST 
Desenvolvido com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da gestão das Varas do Trabalho no Brasil, o IGEST representa um referencial numérico que sintetiza os mesoindicadores: acervo, celeridade, produtividade, taxa de congestionamento e força de trabalho.  

Os mesoindicadores foram adotados de acordo com os objetivos estabelecidos no Plano Estratégico da Justiça do Trabalho entre 2015-2020.


FONTE: Com informações do TRT-PI

Comente