Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
UM PAÍS QUE NÃO DISCUTE SEUS REAIS PROBLEMAS

OPINIÃO: ENQUANTO A PAUTA PRINCIPAL DO NÚCLEO POLÍTICO BRASILEIRO FOR AS SUAS PRÓPRIAS POLÊMICAS, O POVO CONTINUARÁ A SOFRER

08/08/2019 16:04 - Atualizado em 08/08/2019 16:52

Polêmicas da política e do Judiciário dominam o Brasil (Sputnik/Ramil Sitdikov)

O Brasil é um país muito distante de ser desenvolvido, com desigualdades sociais gritantes e graves problemas em áreas como educação, saúde e segurança. Somos uma nação onde as grandes deficiências são negligenciadas pela maioria dos políticos e por grande parte dos empresários que concentram o poderio econômico e financeiro. O Brasil do século XXI é melhor que o Brasil do século XX, mas está muito longe de ser bom.

Enquanto milhões de brasileiros padecem diante do desemprego, dos salários miseráveis, do analfabetismo, da violência e da saúde pública precária, as discussões em voga na classe política são outras. De uns anos para cá, o que se vê nos noticiários são intensas discussões que caminham totalmente na contramão dos verdadeiros problemas do povo brasileiro. O fato é que hoje o debate político no Brasil não é voltado para a resolução das nossas mazelas.

A alta cúpula do poder político no Brasil se concentra numa pauta que, do ponto de vista prático, não muda em nada a vida daquele rurícola que sofre nos sertões, nem a vida dos jovens sem oportunidades nas periferias e nem a dor de quem agoniza nos corredores das emergências dos hospitais brasileiros. Os verdadeiros problemas da nossa gente estão fora da órbita da maioria dos políticos. A pauta deles não é a pauta de quem sofre.

Desigualdades ainda são marcas do Brasil (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)

Quando ligamos a TV, ouvimos rádio ou lemos na internet, vemos um embate infindável sobre a atuação de um ex-juiz, sobre a legitimidade de um procurador, a parcialidade da Justiça ou sobre a legalidade de uma operação policial. Vemos intenso debate sobre esquerda e direita, sobre situação e oposição, sobre o fulano preso e o cicrano solto. Assistimos a uma incessante discussão sobre mensagens vazadas e sobre um presidente desbocado.

Estas, obviamente, são pautas que precisam ser discutidas, no entanto, um país não deve adotá-las como cerne do debate nacional de modo tão duradouro, repetitivo e persistente. Enquanto o núcleo político do Brasil não consegue tirar o foco de pautas que só mudam a realidade dele mesmo, os problemas do nosso povo jamais serão resolvidos. Não é o protagonismo do debate ideológico da esquerda e da direita que vai salvar o povo brasileiro.

Um sujeito que está há dois meses esperando por uma cirurgia num corredor de hospital não está nem se lixando para o conteúdo de mensagens vazadas ou para certas asneiras trocadas entre políticos de esquerda e direita dentro do Congresso Nacional. Quem perdeu toda a plantação em decorrência da seca no sertão nordestino não está interessado em saber se o deputado A foi visto conversando com político B em um restaurante requintado de Brasília.

Briga esquerda x direita não faz país crescer (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica)

Enquanto a pauta central do Brasil for o conflito entre judiciário e classe política e a guerra imbecil entre esquerda e direita, o povo continuará sofrendo. Nas brenhas do país, faltam ambulâncias, falta contingente policial e sobra miséria, desemprego e violência. Falta água potável nos rincões, falta escola de qualidade, faltam medicamentos nos postos de saúde. Nas grandes cidades, aumentam os pedintes nas ruas e crescem as desigualdades.

Um país com essa realidade não pode se dar ao luxo de focar numa pauta que interessa prioritariamente aos políticos, aos homens de toga ou poderosos desse entorno. É preciso lembrar que existe Brasil além de Brasília, que existe gente sofrendo enquanto políticos se engalfinham ou encampam uma tal "resistência" em nome de poucas figuras. O Brasil precisa resistir é contra os problemas do seu povo. À essa resistência, poucos querem aderir.

Comentários (1)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
    Guilhermano em 09 de agosto de 2019 às 00:08

    Um dos mais lúcidos textos que li nos últimos tempos, também me pergunto a quem essa falta de objetividade em resolver os grandes problemas desta Nação?

Notícias relacionadas
BIVAR NEGOCIA FUSÃO DO PSL COM O PP; CIRO NEGA
BIVAR NEGOCIA FUSÃO DO PSL COM O PP; CIRO NEGA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”