Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
SEVERINO CAVALCANTI MORRE AOS 89 ANOS

POLÍTICO PERNAMBUCANO FOI PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS EM 2005, ANO EM QUE RENUNCIOU AO MANDATO APÓS ESCÂNDALO

15/07/2020 12:18 - Atualizado em 15/07/2020 12:31

Severino ganhou projeção nacional em 2005 (Foto: Reprodução/TV Câmara)

Morreu nesta quarta-feira (15) em Recife o ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara, Severino Cavalcanti. O falecimento ocorreu durante a madrugada, no apartamento dele no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul da capital pernambucana. Ele tinha 89 anos.

O enterro do político está previsto para às 15h, na cidade de João Alfredo, no Agreste de Pernambuco, terra natal do ex-deputado federal. Devido à pandemia da Covid-19, a família informou que não vai haver velório.

Severino estava dormindo quando morreu. Ele era diabético e sofreu uma queda em 2019, fraturou o fêmur e a bacia. Uma cirurgia seria necessária, mas não foi feita devido à diabetes.

Severino Cavalcanti foi deputado federal por três mandatos: entre 1995 e 1999, entre 1999 e 2003 e entre 2003 e 2007. Ele também foi deputado estadual em Pernambuco por sete mandatos e prefeito do município de João Alfredo duas vezes, sendo a última delas entre 2009 e 2012, já após ter passado pela presidência da Câmara.

Severino renunciou ao último mandato de deputado federal em 21 de setembro de 2005 como desdobramento da denúncia de que cobrava propina de R$ 10 mil por mês do dono de um dos restaurantes da Câmara, no caso conhecido como “mensalinho”. Ele ficou na presidência da Câmara entre os meses de fevereiro e setembro daquele ano.

ANTERIOR

REJANE DIAS TESTA POSITIVO PARA COVID-19

PRÓXIMA

OPOSIÇÃO NA CRÍTICA E NA PRÁTICA