Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
SERTANEJOS SE AGLOMERAM PARA VER RIACHOS CHEIOS

PERÍODO CHUVOSO ANIMA POPULAÇÃO NO SEMIÁRIDO PIAUIENSE, MAS AGLOMERAÇÕES PREOCUPAM POR CAUSA DA PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

14/04/2020 12:57 - Atualizado em 14/04/2020 13:54

Animadas com chuvas, pessoas se aglomeram para ver riachos (Foto: Reprodução/Facebook)

Chuvas, riachos cheios e açudes sangrando. Poucas coisas deixam os sertanejos felizes como essa combinação resultante de um bom período chuvoso no semiárido. A alegria é tanta que a sangria de açudes e a cheia de riachos costuma atrair muita gente. É alegria no sertão.

Mas, diante da pandemia do novo coronavírus, até mesmo essa "confraternização sertaneja" precisa ser evitada. Nos últimos dias tem chovido bastante em municípios do semiárido piauiense e muita gente tem desobedecido orientações e ido assistir o "espetáculo das águas". 

Cheia de açudes atrai população em Lagoa do Barro (Foto: Reprodução/Facebook)

Em Lagoa do Barro do Piauí, o prefeito Gilson Nunes (PSD) alertou para que a população não se aglomere para ver cheia de açudes e riachos. Nesta terça-feira (14), ele postou fotos onde várias pessoas aparecem desobedecendo as orientações e indo apreciar a cena que alegra o sertão.

"Quero pedir, respeitosamente, que obedeçam o distanciamento social. Não podemos esquecer do coronavírus. Com fortes chuvas e com rompimento de dois açudes de pequeno porte e ainda rompimento de partes da via que liga o Bueiro à cidade e pelo outro lado a PI-459, muitos moradores insistem em ficar no local em forma de aglomeração", postou o prefeito.

Chuvas animam moradores no município sertanejo (Foto: Reprodução/Facebook)

Na última sexta-feira (10), dados divulgados pelo Governo do Estado mostraram que Lagoa do Barro do Piauí, que fica a 542 de Teresina, era, naquela data, uma das cidades com menor índice isolamento social no Estado, com apenas 34%. No entanto, as aglomerações geradas por açudes e riachos cheios não são exclusividade de Lagoa do Barro do Piauí.

Notícias relacionadas
LUCIANO HANG RECEBEU AUXÍLIO EMERGENCIAL DE R$ 600, DIZ VEJA
LUCIANO HANG RECEBEU AUXÍLIO EMERGENCIAL DE R$ 600, DIZ VEJA
TEMPOS DE BELIGERÂNCIA
TEMPOS DE BELIGERÂNCIA
ADVERSÁRIOS REPUDIAM ATO CONTRA FIRMINO FILHO
ADVERSÁRIOS REPUDIAM ATO CONTRA FIRMINO FILHO
"ATITUDE VIL E COVARDE", DESABAFA FIRMINO