Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
ADESÕES
PTC FILIA DEPUTADOS E SONHA ALTO PARA ELEIÇÕES

ESTRATÉGIA DO PARTIDO É FORMAR CHAPA PROPORCIONAL PARA ELEGER ATÉ TRÊS DEPUTADOS ESTADUAIS E UM FEDERAL

26/03/2018 15:50 - Atualizado em 26/03/2018 16:12

Deputados engrossam fileiras do PTC (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) filiou nesta segunda-feira (26) três deputados estaduais e um ex-deputado estadual. Assinaram a ficha de filiação os deputados Francis Lopes, que deixou o PRP; Henrique Rebêllo, que deixou o PT, e Antônio Félix, que se desligou do PSD. Também se filiou o ex-deputado Deusimar Brito, oTererê, que saiu do PSDB.

Em um evento bastante prestigiado no Plenarinho da Assembleia Legislativa, com as presenças de deputados de outras siglas e do senador Ciro Nogueira (Progressistas), os novos membros do PTC foram recebidos com festa. O presidente regional do partido, deputado estadual Evaldo Gomes, destacou o momento de crescimento vivido pela sigla no Piauí e apontou que a meta é aumentar a bancada de parlamentares na Assembleia.

Evaldo diz que momento é histórico (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

"Nós temos como meta a eleição de três deputados estaduais. E estamos muito confiantes que vamos também eleger um deputado federal. Então, para a gente, é um momento histórico. O momento agora é de receber adesões. Nós estamos construindo uma chapa onde todos terão a oportunidade de disputar de igual para igual. Para o partido, isso é interessante. Nós temos uma particularidade que nos diferencia de outros partidos: é de que no PTC você tem chance", falou.

Juntos, Francis Lopes, Henrique Rebêllo, Antônio Félix e Tererê tiveram mais de 70 mil votos nas eleições de 2014, quando nenhum deles foi eleito. No entanto, o três primeiros assumiram os mandatos na condição de suplentes. Henrique e Antônio Félix são os mais experientes.

Filiações tornam PTC mais forte para a eleição (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A ida dos deputados para o PTC faz parte da estratégia montada por Evaldo Gomes para viabilizar a formação da “chapinha”, coligação de partidos pequenos cujo objetivo é eleger candidatos com votações mais baixas, garantindo a sobrevivência política de alguns. Em 2014, por exemplo, o deputado estadual Dr. Hélio se elegeu no PTC com apenas 12.997 mil votos. Depois de eleito, ele saiu do partido e se filiou ao PR.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
MUDANÇA
MARCOS VINÍCIUS ATACA CIRO APÓS TÊ-LO DEFENDIDO
MARCOS VINÍCIUS ATACA CIRO APÓS TÊ-LO DEFENDIDO
CRÍTICO
FÁBIO SÉRVIO ENDURECE TOM CONTRA PT E PSDB
FÁBIO SÉRVIO ENDURECE TOM CONTRA PT E PSDB
OPINIÃO
A COMPETÊNCIA NEM SEMPRE FAZ A DIFERENÇA
A COMPETÊNCIA NEM SEMPRE FAZ A DIFERENÇA
APOIADOR
BOLSONARO FRANCISCANO
BOLSONARO FRANCISCANO