Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
PT QUERIA SECRETARIA PARA DIRECIONAR OBRAS

DEPUTADO ESTADUAL PETISTA DIZ QUE O PARTIDO REIVINDICOU UMA SECRETARIA ONDE PUDESSE DIRECIONAR OBRAS PARA AS LIDERANÇAS DA SIGLA

09/05/2019 14:27 - Atualizado em 09/05/2019 15:07

Francisco Costa falou sobre as intenções do PT (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

O Partido dos Trabalhadores ficou com o comando de 66,38% do bolo orçamentário do Estado do Piauí em 2019, conforme a distribuição de secretarias e órgãos estaduais feita pelo governador Wellington Dias (PT). Mesmo assim, os petistas queriam bem mais. Foi o que revelou nesta quinta-feira (9) na Assembleia o deputado estadual Francisco Costa (PT).

Segundo ele, um dos maiores pleitos do PT não foi atendido por Wellington Dias. O partido reivindicava o comando de secretarias que ele define como “estruturantes”, aquelas ideais para os petistas fazerem calçamentos, asfaltos, praças, estradas e outras obras de infraestrutura nas cidades do interior. Entre as pastas que o PT também queria comandar estavam, por exemplo, a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) ou a Secretaria das Cidades.

"O partido está ocupando alguns espaços. Considerando claramente o que é cota do Partido dos Trabalhadores, nós não tivemos áreas estruturantes, que foi uma das reivindicações que o partido fez ao governador para que tivéssemos uma das áreas do governo onde pudéssemos realizar ações diretas de infraestrutura nos municípios. Era esse um dos pleitos maiores que o partido tinha e que acabou não sendo possível", relatou.

OBJETIVO ERA DIRECIONAR PARA PREFEITOS PETISTAS
O deputado aprofundou a explicação e disse que o PT não tem na gestão de Wellington o comando de uma secretaria que permita a realização de obras para atender aos anseios dos prefeitos do partido ou ligados aos deputados petistas. Segundo ele, a intenção era comandar uma pasta para que obras pudessem ser direcionadas aos gestores da sigla.

"[Queríamos] pastas que executem obras. O objetivo do PT era ter algo onde pudéssemos fazer obras de pavimentação, de estradas e de praças para que assim nós pudéssemos atender [as lideranças]. Temos quase 40 prefeitos, somos oito deputados e era importante que o PT tivesse uma área onde pudesse servir de direcionamento para as reivindicações das lideranças do partido, onde pudesse ter um direcionamento para as ações", contou.

Petistas agora miram cargos no interior (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

AINDA TEM OS CARGOS DO INTERIOR
Francisco Costa falou também sobre uma reunião da Executiva do partido para fazer um balanço do que foi dado à sigla no primeiro escalão. No Karnak, uma reunião do governador na sexta-feira (10) com os deputados também vai tratar sobre a distribuição dos cargos nas cidades do interior, outro ponto que o PT está atento para conquistar mais espaços.

"[Sobre os cargos no interior] nós vamos ter um posicionamento melhor amanhã [sexta-feira]. O governador deve, dentre outros assuntos, tratar sobre como vão ser os critérios para as indicações e nomeações da distribuição do governo no interior", falou o deputado.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
NO PASSADO, TUDO PODIA
NO PASSADO, TUDO PODIA
TCHAU, PSL!
TCHAU, PSL!
BOLSONARO E A COR ROSA
BOLSONARO E A COR ROSA
GOLPE DENTRO DO PT
GOLPE DENTRO DO PT