Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
PIABAS DO RABO SECO

OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL APONTA DETALHE CURIOSO EM SUSPEITA DE COMPRA DE APOIOS POLÍTICOS NA CIDADE DE BARRAS, NO PIAUÍ

25/11/2020 11:59 - Atualizado em 25/11/2020 12:08

Agentes federais durante operação na cidade de Barras (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

A operação da Polícia Federal deflagrada nesta quarta-feira (25) para investigar compra de apoios políticos nas eleições de 2020 em Barras, no Norte do Piauí, revelou um detalhe curioso. 

Segundo notícia-crime investigada pela PF, as lideranças compradas por um grupo político da cidade eram subdivididas em algumas categorias, conforme o peso do apoio político negociado e o respectivo valor da sua compra. Peixes eram usados como referência.

Tinha os “peixes de couro” em referência à compra de lideranças mais importantes, os “peixes nobres de escama”, para lideranças medianas, e as “piabas do rabo seco”, em referência às lideranças pequenas ou de pouca importância política.

O prefeito eleito de Barras, Edilson Capote (PSD), foi um dos alvos da operação da PF, que foi batizada de “Democracia Pescada”. Oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos, sendo sete no município de Barras e um em Brasília.

Comente!

ANTERIOR

AO POLÍTICA DINÂMICA, MINHA GRATIDÃO!

PRÓXIMA

WELLINGTON DIZ QUE SOLTURA DE PRESOS NA PANDEMIA FEZ AUMENTAR VIOLÊNCIA