Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

BANCADA OPOSICIONISTA DEFENDE QUE NOVAS REGRAS DA REFORMA PREVIDENCIÁRIA DO PIAUÍ SÓ ENTREM EM VIGOR APÓS PANDEMIA DA COVID-19

08/04/2020 19:00 - Atualizado em 08/04/2020 19:57

Deputado Gustavo Neiva explica proposta (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa do Piauí vai pedir ao governador Wellington Dias (PT) que adie por 90 dias a implementação das novas regras aprovadas na reforma da Previdência estadual. O argumento deles é que os servidores, principalmente os aposentados que estão no grupo de risco da Covid-19 e em isolamento social, serão penalizados ainda mais se as mudanças aprovadas entrarem em vigor nesse momento de crise. 

Aprovada em dezembro do ano passado, a reforma da Previdência do Estado está prevista para entrar em vigor agora em abril. Com a pandemia do novo coronavírus, os deputados da oposição propõem que a gestão estadual não faça a implementação nesse momento. O requerimento assinado pelos deputados Gustavo Neiva (PSB), Marden Menezes (PSDB) e Teresa Britto (PV) será apresentado nesta quinta-feira (9) na Assembleia Legislativa do Piauí.

"Essa reforma, até por exigência da legal, só deve ser implementada 90 dias após sua aprovação, ou seja, será agora em abril. Mas estamos vivendo esse período de dificuldade, especialmente os aposentados que são da área de risco para a Covid-19, que estão isolados nas suas casas e não têm como buscar uma fonte alternativa de renda. Eles têm todo seu dinheiro comprometido com remédios, alimentação e outras obrigações. Então, estamos apresentando requerimento para o governador possa adiar essa implementação por pelo menos 90 dias. Que ele não faça agora nesse momento de dificuldade", explicou Gustavo Neiva, líder da oposição.

No requerimento que será apresentado, os deputados da oposição lembram ainda que as medidas de isolamento social impossibilitam aposentados e pensionistas de sua mobilidade habitual para eventual complementação de renda. Na visão de Gustavo Neiva, o ideal é que o impacto das novas regras da Previdência estadual não seja sentido agora.

"É uma sugestão que a oposição vai apresentar ao senhor governador para que a gente possa proteger o nosso servidor público estadual, tão valoroso, que tanto tem prestado serviço ao nosso Estado. Para que eles não possam sentir esse impacto no orçamento agora no mês de abril, quando legalmente o governo já pode implementar a reforma da Previdência", concluiu.

Notícias relacionadas
CONVENÇÕES VIRTUAIS: SEM FESTA NO INTERIOR
CONVENÇÕES VIRTUAIS: SEM FESTA NO INTERIOR
PREFEITO REDUZ SALÁRIO DE PROFESSORES CONTRATADOS EM 35%
PREFEITO REDUZ SALÁRIO DE PROFESSORES CONTRATADOS EM 35%
LULA MANDA BOLSONARO FAZER SOPA DE CLOROQUINA
LULA MANDA BOLSONARO FAZER SOPA DE CLOROQUINA
“FUXICO NÃO VAI NOS SEPARAR”
“FUXICO NÃO VAI NOS SEPARAR”