Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
OPOSIÇÃO DE R. SILVA AO KARNAK PESOU NA ESCOLHA

PRESIDENTE REGIONAL DO PROGRESSISTAS AFIRMA QUE POSTURA DE R. SILVA EM OPOSIÇÃO AO GOVERNO ESTADUAL PESOU NA ESCOLHA DELE

08/09/2020 15:08 - Atualizado em 08/09/2020 15:18

Júlio Arcoverde comenta escolha de R.Silva (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Muito antes do senador Ciro Nogueira (Progressistas) romper com o governador Wellington Dias (PT), o seu colega de partido vereador R. Silva já fazia oposição à gestão petista na Câmara Municipal de Teresina. Ele, que é sargento da Polícia Militar, também é crítico ferrenho do trabalho do deputado federal capitão Fábio Abreu (PL) na segurança pública do Piauí. 

Essa postura de R. Silva na Câmara de Teresina pesou na escolha dele para vice de Kleber Montezuma (PSDB). Quem afirma é o deputado estadual Júlio Arcoverde, presidente regional do Progressistas. Segundo o deputado, a posição crítica que o vereador sempre manteve na Câmara casa com o atual momento do senador Ciro, que rompeu com o governo estadual.

"Casa sim. Isso pesou muito. E outra coisa: se tem uma pessoa que conhece muito a Câmara Municipal, tem um relacionamento maravilhoso com os outros vereadores, ajudou muito a vereadora Graça [líder do prefeito] a conduzir o governo, essa pessoa é o R. Silva. Eu acredito que ele vai ajudar muito o pré-candidato Kleber Montezuma", falou.

Anúncio de R. Silva como vice ocorreu nesta terça (8) (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

CONFRONTO COM FÁBIO ABREU

A escolha de R. Silva não se deu à toa. Um dos principais nomes na disputa pela prefeitura de Teresina contra o esquema político da situação é o deputado federal capitão Fábio Abreu, que usa o discurso e a estrutura da Segurança Pública a seu favor. Enquanto Abreu tenta mostrar uma segurança maravilhosa na propaganda, R. Silva aponta as mazelas no setor.

Sargento da Polícia Militar e conhecedor da área da segurança, R. Silva sempre denunciou os problemas da gestão da segurança no Piauí, comandada nos últimos anos por Fábio Abreu. Na campanha, o sargento vai apontar o dedo e tentar desconstruir a propaganda do capitão.

Comente!

ANTERIOR

MAIS DA METADE DOS GOVERNADORES JÁ TEVE COVID-19

PRÓXIMA

AVELINO NEIVA DESISTE DA PRÉ-CANDIDATURA EM FLORIANO