Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
OPERAÇÃO TOPIQUE É PRIORIDADE NACIONAL

PROCURADORES E DELEGADOS FEDERAIS AFIRMAM QUE INVESTIGAÇÃO DE ESQUEMA CRIMINOSO NO TRANSPORTE ESCOLAR DO PIAUÍ TERÁ NOVAS FASES

29/01/2019 14:08 - Atualizado em 29/01/2019 14:29

Membros da Força Tarefa da Topique (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A operação Topique, conduzida pela Superintendência da Polícia Federal no Piauí e pelo Ministério Público Federal, está entre as prioridades nacionais no combate à corrupção. A informação foi dada nesta terça-feira (29) pelo delegado federal Leonardo Leite durante entrevista coletiva concedida pela Força Tarefa da Topique na sede do MPF-PI.

O esquema investiga um grupo criminoso responsável por desvios no transporte escolar que, segundo o MPF, podem chegar a centenas de milhões de reais. "Essa investigação da Polícia Federal no Piauí é de conhecimento da direção geral e está entre as investigações que são colocadas como prioridade do órgão a nível nacional", falou Leonardo Leite.

Delegado Leonardo Leite integra a equipe (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

Até agora, 22 pessoas foram denunciadas e as denúncias acolhidas pela Justiça. O procurador da República Marco Aurélio Adão, coordenador da Força Tarefa da Topique, disse que as investigações no Piauí fazem parte da Política Nacional de Combate à Corrupção e também apontou a Operação Topique como uma das prioridades do órgão.

Novas fases da operação vão ser deflagradas e outros investigados devem ser denunciados. Os delegados lembraram que boa parte do material apreendido pela Polícia Federal ainda será analisada e a partir deles podem decorrer as novas etapas da investigação. Para a PF, essa é uma das maiores operação policiais da história do Piauí.

Marco Aurélio coordena a Força Tarefa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

"Serão abertas novas linhas de investigação. A ideia dos órgãos de persecução aqui irmanados é de que todos os fatos sejam devidamente apurados e comprovados. Encontramos dados que mostram pagamento de propinas a gestores públicos. Essa organização criminosa movimenta um volume de recursos muito expressivo. São centenas de milhões a estimativa dos custos de superfaturamento", afirmou Marco Aurélio Adão.

O procurador alertou que o andamento das investigações pode apontar a participação de mais pessoas no esquema, inclusive gestores e ex-gestores municipais, da Secretaria de Educação do Estado e mais servidores. "Se existir provas contra quem quer que seja, essas pessoas serão oportunamente denunciadas ou levadas às vias adequadas de investigação"..

Comentários (163)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
QUERELAS REGIONAIS DIFICULTAM LANDIM NO MDB
QUERELAS REGIONAIS DIFICULTAM LANDIM NO MDB
COM O VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA
COM O VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA
CLIMA AZEDO NO PT FAZ FRANZÉ DESISTIR
CLIMA AZEDO NO PT FAZ FRANZÉ DESISTIR
FORÇA RENEGADA
FORÇA RENEGADA