Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
DIA EM QUE ROBERT RIOS PRENDEU DIRIGENTE TUCANO

DURANTE CAMPANHA NA DÉCADA DE 1990, ROBERT CONDUZIU PRESIDENTE DO PSDB APÓS DECISÃO DE JUIZ DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ

05/01/2020 11:54 - Atualizado em 05/01/2020 12:48

Fato foi manchete de capa do jornal O Dia (Foto: Reprodução/Arquivo Público)

Na eleição de 1994, o então presidente regional do PSDB no Piauí, José Reis Pereira, foi preso por desobediência à Lei Eleitoral. Após ordem de um juiz auxiliar do TRE-PI, o delegado federal Robert Rios conduziu o político para a Superintendência da Polícia Federal.

Conforme chamada de capa do jornal O Dia em 15 de julho daquele ano, José Reis foi levado por Robert Rios, mas acabou liberado na noite do mesmo dia após pagar fiança. Ele, enquanto dirigente partidário, não teria mandado retirar cartazes de avenidas de Teresina.

Na época, o advogado Celso Barros considerou o juiz auxiliar inexperiente e argumentou que a lei não permitia aquele tipo de prisão que chamou de arbitrária. José Reis se disse indignado com a decisão do juiz, pois o PSDB já tinha autorizado a retirada dos cartazes das avenidas.

Em 1994, o Piauí teve uma das disputas mais acirradas da história para o governo do Estado. Mão Santa (à época no MDB) derrotou Átila Lira (então do PFL) no segundo turno da eleição. O PSDB, presidido por José Reis Pereira, indicou o vice de Mão Santa.

Notícias relacionadas
PF FAZ BUSCAS NA CASA DO GOVERNADOR DO RIO
PF FAZ BUSCAS NA CASA DO GOVERNADOR DO RIO
PRIMEIRAS ALTAS
PRIMEIRAS ALTAS
PARA BOLSONARO, IMPRENSA MUNDIAL É DE ESQUERDA
PARA BOLSONARO, IMPRENSA MUNDIAL É DE ESQUERDA
VEREADOR CRITICA DECISÃO QUE FAVORECE REDE DE SUPERMERCADOS
VEREADOR CRITICA DECISÃO QUE FAVORECE REDE DE SUPERMERCADOS