Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
MORTE DE ULYSSES GUIMARÃES COMPLETA 28 ANOS

POLÍTICO MORREU EM ACIDENTE AÉREO QUANDO VIAJAVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PARA SÃO PAULO; CORPO NUNCA FOI ENCONTRADO

12/10/2020 12:12 - Atualizado em 12/10/2020 12:26

Ulysses Guimarães com a Constituição Federal de 1988 (Foto: Célio Azevedo)

Neste feriado de 12 de outubro completa 28 anos da morte do político brasileiro Ulysses Guimarães. Na tarde deste dia no ano de 1992, o Brasil foi surpreendido com a notícia do acidente aéreo que tirou a vida do então deputado federal do MDB de São Paulo.

O corpo de Ulysses nunca foi encontrado. Em meio a uma tempestade, o helicóptero em que ele viajava de Angra dos Reis (RJ) para a cidade de São Paulo caiu no mar poucos minutos após a decolagem. Estavam a bordo, além de Ulysses, a mulher dele Dona Mora, o ex-senador Severo Gomes, também acompanhado da mulher, Maria Henriqueta, e o piloto Jorge Comemorato.

Na época, o Congresso Nacional e a política brasileira pararam para acompanhar as buscas pelos corpos. Apenas o de Ulysses não foi encontrado e o mistério sobre sua localização permanece até hoje. O então deputado tinha completado 76 anos seis dias antes do acidente. 

Foi Ulysses que, em 5 de outubro de 1988, como presidente da Assembleia Nacional Constituinte, promulgou a Constituição Federal, que ele chamou de Constituição Cidadã. 

Na tarde daquele 5 de outubro, quatro anos antes de sua morte, às 15h54, o deputado disse: “Declaro promulgado o documento da liberdade, da democracia e da justiça social do Brasil”. Na mesma sessão, ele ainda pronunciou outra frase histórica: “Temos ódio e nojo à Ditadura”.

Comente!

ANTERIOR

DEPUTADO JÚLIO CÉSAR VIRA “META ELEITORAL” EM CURRAL NOVO DO PIAUÍ

PRÓXIMA

JOÃO PEREIRA DEFENDE INCENTIVO NA CONTRATAÇÃO DE JOVENS PARA 1º EMPREGO