Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
MAIS DE 600 QUILÔMETROS SEM UTI

PRATICAMENTE TODA A ÁREA QUE COMPREENDERIA O ESTADO DO GURGUÉIA NÃO DISPÕE DE HOSPITAIS COM LEITOS DE UTI. GOVERNO ADOTA MEDIDAS.

19/03/2020 11:28 - Atualizado em 19/03/2020 12:07

O secretário de saúde do Piauí, Florentino Neto (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Diante do agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), aumenta a preocupação com a carência de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no Piauí.

Embora o Estado ainda não tenha casos confirmados da doença até a manhã desta quinta-feira (19), uma das grandes preocupações é com a estrutura do sistema de saúde pública do Piauí e dos municípios para o enfrentamento dos possíveis casos.

No Piauí, a rede pública estadual só dispõe de 192 leitos de UTI.  Outros 15 funcionam no Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Uma das maiores carências de leitos é na região Sul do Piauí, justamente a mais distante da capital.

Para se ter uma ideia, quase toda a área que compreenderia o estado do Gurguéia (60% do território piauiense) não possui UTI. O último hospital a possuir leitos nos rumos daquela região é o Tibério Nunes, na cidade de Floriano, com 10 leitos sempre lotados.

Apenas Floriano tem UTI em toda a região (Foto: Reprodução/Internet)

Floriano seria, hoje, a única cidade do Gurguéia a ter UTI. Após Floriano, não existe mais UTIs. É um raio de mais de 600 km e quase 90 municípios sem unidades de saúde com leitos intensivos. Regiões de cidades importantes como Bom Jesus, Corrente, São Raimundo Nonato, São João do Piauí e Uruçuí estão desprovidas de Unidades de Terapia Intensiva.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o Piauí tem uma taxa de 0,56 leitos por cada 10 mil habitantes, a menor do Brasil. A proporção que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda é de pelo menos um leito de UTI para cada 10 mil habitantes.

GOVERNO PROMETE NOVAS UNIDADES

Diante da crise no novo coronavírus, o Governo do Piauí promete aumentar a quantidade de leitos como medida emergencial. De acordo com o secretário de Saúde Florentino Neto, serão locados leitos de UTIS na rede privada para atender a demanda.

Não se trata, segundo o secretário, da locação de leitos já em funcionamento nos hospitais particualres (afinal eles também estão ocupados), mas sim da instalação, por uma empresa privada, de novos leitos dentro dos hospitais da rede privada.

O Ministério da Saúde está disponibilizando leitos para os estados, com prioridade para os mais afetados pela Covid-19. O Piauí, no entanto, também vai ganhar algumas unidades. Por aqui, o Governo do Estado anunciou que está contratando 70 novos leitos.

A intenção do Plano de Contingência do Governo Estadual é instalar leitos em Bom Jesus, São Raimundo Nonato, Picos e outras cidades do interior.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
VEREADORES DIZEM QUE VÃO SEGUIR O PARTIDO
VEREADORES DIZEM QUE VÃO SEGUIR O PARTIDO
EVALDO DIZ QUE NÃO TINHA COMO CRESCER NA BASE DE FIRMINO
EVALDO DIZ QUE NÃO TINHA COMO CRESCER NA BASE DE FIRMINO
FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA PROJETOS PARA FORTALECER COMBATE À COVID-19
FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA PROJETOS PARA FORTALECER COMBATE À COVID-19
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA