Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
LUCY SOBE O TOM CONTRA O GOVERNO

DEPUTADA TAMBÉM AVALIA QUE REFORMA É APENAS DESMONTE DO PALANQUE ELEITORAL DE 2018 E AFIRMA QUE ATUAL GOVERNO INCHOU A MÁQUINA

26/03/2019 17:47 - Atualizado em 26/03/2019 18:16

Lucy começa a fazer críticas ao governo (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A deputada estadual Lucy Soares (PP) resolveu externar críticas contra o governo estadual. Desde que tomou posse, ela andava muito calada. Eleita na base governista, Lucy endossou o discurso da oposição e classificou a reforma administrativa aprovada nesta terça-feira (26) como tímida. Ela concorda que as mudanças são o desmonte do palanque montado em 2018, conforme dizem os oposicionistas. O partido dela, no entanto, estava nesse palanque.

"A reforma, a grosso modo, só está corrigindo os equívocos cometidos em anos anteriores. Eu concordo [com o discurso da oposição]. Semana passada o próprio secretário de Fazenda Rafael Fonteles esteve aqui e também concordou com a reforma é tímida, que num era a reforma que a equipe econômica gostaria de ter. Eu não sou situação e nem oposição. Estou aqui para somar e pensar com um olhar de gente. Eu quero o gosto pelo bem feito", afirmou.

Lucy relata que o inchaço da máquina administrativa prejudicou diversos serviços em todo o Estado e que não se pode tapar o sol com a peneira. Segundo ela, basta percorrer o Piauí para constatar a situação. A deputada ainda lembrou a situação dos trabalhadores terceirizados e cobrou do governo de Wellington Dias (PT) providências para o impasse.

GREVE NA UESPI E MÁQUINA INCHADA
Lucy disse ainda que apoia a greve dos professores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Segundo ela, os docentes e servidores da instituição estão buscando um direito. Questionada sobre o argumento governista de que o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal impede a concessão de aumentos salariais, Lucy foi taxativa.

"Ele devia ter visto isso antes. Antes de aumentar e inchar a máquina administrativa", falou.

Lucy conversa com Teresa Britto, da oposição (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

COORDENADORIA DO IDOSO
Na segunda-feira (25), Lucy levantou a voz pela primeira vez na Assembleia Legislativa do Piauí. Na ocasião, ela protestou contra a extinção da Coordenadoria do Idoso, proposta pelo governo estadual no pacote da reforma administrativa. 

Inconformada com a ideia, a deputada apresentou uma emenda propondo a permanência do órgão na estrutura administrativa do Estado. A emenda foi aprovada e a coordenadoria mantida. Para Lucy, faltou sensibilidade do governo do tentar extinguir a pasta.

"A extinção dessa coordenadoria seria um retrocesso nos direitos sociais em nosso Estado. Faltou sensibilidade, mas agora vimos que eles tiveram um olhar de gente [ao aceitarem a mudança]. Precisamos ter um olhar de gente", falou o deputada.


Comentários (276)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
UM SIGNIFICADO PARA O ANÚNCIO NO DIA 17
UM SIGNIFICADO PARA O ANÚNCIO NO DIA 17
GOVERNO E AUTORIDADES LAMENTAM MORTE DE EX-SECRETÁRIO
GOVERNO E AUTORIDADES LAMENTAM MORTE DE EX-SECRETÁRIO
ANDANÇAS COM DINHEIRO PÚBLICO
ANDANÇAS COM DINHEIRO PÚBLICO
JEOVÁ NA FOLIA
JEOVÁ NA FOLIA