Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
“PIOR SISTEMA DO MUNDO”, DIZ WELLINGTON SOBRE ELEIÇÕES NO BRASIL

GOVERNADOR CONSIDERA COMPLICADO QUE MUDANÇAS PROFUNDAS OCORRAM JÁ PARA O ANO DE 2018, MAS CONDENA ATUAL MODELO

11/08/2017 08:54 - Atualizado em 11/08/2017 09:10

Petista acha difícil mudanças já para 2018 (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O governador Wellington Dias (PT) considera o atual sistema eleitoral do Brasil como o pior do mundo, mas acha difícil que reformas profundas sejam feitas. Segundo ele, os políticos se acostumaram com o atual modelo e por isso têm medo de promover mudanças, mesmo sabendo que ele é bastante deficiente.

“Nós temos o pior regime do mundo. Um sistema caro e que termina criando muitas dificuldades para os agentes da política, inclusive afastando muitas pessoas de qualidade da política. Eu creio que há a necessidade de uma reforma. Eu lamento, e afirmo como brasileiro que já esteve na Câmara e no Senado, que é uma das reformas mais difíceis que tem para se fazer porque nós se acostumamos a essa coisa ruim”, falou.

Apesar de defender a reforma no sistema, Wellington disse que é muito complicado se promover mudanças já para o próximo ano. Ele destacou que a alteração mais provável que deve ocorrer para 2018 é apenas encontrar uma saída para o financiamento de campanha.

“Se o financiamento não é privado, se não pode ser com arrecadação, como é que vai ser o financiamento? Tem que definir, afinal de contas temos um modelo que infelizmente é caro e que traz dificuldades”, disse.

DISTRITÃO
Na quinta-feira (10), a Comissão da Reforma Política na Câmara aprovou, por 17 votos a 15, uma emenda ao texto-base que já havia sido aprovado estabelecendo o chamado "distritão" nas eleições de 2018 e 2020 para escolha de deputados estaduais, federais e vereadores.

A comissão também aprovou dobrar o valor previsto de recursos públicos que serão usados para financiar campanhas eleitorais. Segundo o texto, seria instituído o Fundo Especial de Financiamento da Democracia, que em 2018 levaria R$ 3,6 bilhões do Orçamento da União.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
WELLINGTON AVALIA QUE NÚMEROS ESTÃO ABAIXO DA REALIDADE
WELLINGTON AVALIA QUE NÚMEROS ESTÃO ABAIXO DA REALIDADE
CRISE TEM MUITO A ENSINAR AO PIAUÍ
CRISE TEM MUITO A ENSINAR AO PIAUÍ
56 ANOS DO GOLPE: POLÍTICOS DO PIAUÍ COMENTAM
56 ANOS DO GOLPE: POLÍTICOS DO PIAUÍ COMENTAM
ARTIGO DE CIRO NOGUEIRA É DEBATIDO EM AULA DE DIREITO ELEITORAL
ARTIGO DE CIRO NOGUEIRA É DEBATIDO EM AULA DE DIREITO ELEITORAL