Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
“DEVERIAM ESTAR PRESOS”, DESABAFA HÉLIO ISAÍAS

DEPUTADO ATACA ADVERSÁRIOS AO COMENTAR DECISÃO DE 1ª INSTÂNCIA QUE CASSOU MANDATO DA MULHER DELE E O DEIXOU INELEGÍVEL POR OITO ANOS

03/09/2019 15:36

Hélio Isaías fez desabafo contra adversários (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado estadual Hélio Isaías (Progressistas) fez nesta terça-feira (3) um desabafo ao comentar decisão da 13ª Zona Eleitoral que cassou o mandato da prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro, e suspendeu os direitos políticos dele por oito anos.

A gestora, que é mulher de Hélio, é acusada de abuso do poder político e econômico nas eleições de 2016, quando supostamente se beneficiou na campanha de ações direcionadas pela Secretaria Estadual de Defesa Civil, à época comandada por Hélio Isaías.

Ao se defender das acusações, cujo processo foi movido pelo grupo adversário nas eleições de 2016, Hélio disse que sua esposa derrotou um clã político instalado há 50 anos em São Raimundo e que membros desse grupo deveriam estar presos. Se referindo à família Ferreira, o deputado falou que o grupo usurpou o município e praticou roubos.

"Se for para eu perder o mandato ou me tornar inelegível porque estou trabalhando, eu aceito. Agora essas pessoas que nos acusam usurparam, roubaram o município de São Raimundo Nonato e estão hoje fora do poder. Deveriam estar presos. Você só precisa pegar o relato da Controladoria Geral da União para ver o massacre que foi feito em São Raimundo. Hoje a Carmelita pode andar de cabeça erguida nas ruas", desabafou.

Carmelita é acusada de abuso do poder político (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A ação que resultou na cassação de Carmelita e na decretação da perda dos direitos políticos de Hélio foi movida pela coligação encabeçada por Avelar Ferreira, que em 2016 tentava a reeleição e perdeu para Carmelita numa disputa muito acirrada. Avelar já foi prefeito três vezes, é filho de um ex-prefeito e irmão do ex-deputado Edson Ferreira.

NEGA AS ACUSAÇÕES
Ao falar com a imprensa na Assembleia nesta quarta, Hélio negou que tenha usado a Secretaria de Defesa Civil para beneficiar a campanha da esposa. Segundo ele, a pasta trabalhou em todas as cidades do Piauí focada nas ações de enfrentamento à seca e que o período que merece maior atenção é justamente os meses de setembro, outubro e novembro.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
LUCY DIZ QUE GOVERNO POLITIZA SECRETARIAS
LUCY DIZ QUE GOVERNO POLITIZA SECRETARIAS
CONVITE POLICIAL
CONVITE POLICIAL
FELIZ COM A SOLTURA DO LULA
FELIZ COM A SOLTURA DO LULA
DURO E DIRETO NO RUMO DA GESTÃO ESTADUAL
DURO E DIRETO NO RUMO DA GESTÃO ESTADUAL