Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
JUIZ MANDA EX-PREFEITO EXCLUIR PESQUISA FALSA DAS REDES SOCIAIS

NÚMEROS DIVULGADOS PELO EX-GESTOR NÃO EXISTEM E PESQUISA NÃO FOI REGISTRADA NO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL (TSE)

21/08/2020 15:39 - Atualizado em 21/08/2020 15:58

O juiz Maurício Machado, da 49º Zona Eleitoral de Porto, no Norte do Piauí, mandou o ex-prefeito de Nossa Senhora dos Remédios, Ronaldo Lages, excluir das redes sociais dele publicações com números de pesquisa eleitoral falsa. A decisão foi publicada nesta sexta-feira (21) no Diário Oficial do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI).

De acordo com denúncia feita pelo PSD de Nossa Senhora dos Remédios, Ronaldo Lages divulgou no Facebook uma pesquisa que supostamente teria sido realizada no município. A pesquisa mostrava que os pré-candidatos a prefeito Dr. Fernando (PSD) e Pedro Filho (PSL) possuem, respectivamente, 34,93% e 25,64% das intenções de voto.

No entanto, a pesquisa não constava no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e era falsa. Na decisão, o juiz Maurício Machado destacou que a divulgação de pesquisa falsa pode interferir ilegalmente no processo eleitoral, pois tem o poder de macular a opinião pública.

“A divulgação de pesquisas falsas ou sem o devido registro na Justiça Eleitoral podem trazer graves prejuízos à sociedade, vez que possuem o condão de macular a opinião pública e influenciar no processo democrático”, aponta um trecho da decisão.

O magistrado deu prazo de 24 horas para Ronaldo Lages apagar as publicações pertinentes a pesquisa eleitoral falsa, sob pena de aplicação de multa diária de R$ 10 mil reais. 

Comente!

ANTERIOR

"DEUS ESTÁ CONOSCO", DIZ VICE AO TOMAR POSSE COMO PREFEITO EM ITAUEIRA

PRÓXIMA

ASSESSORIA DE QUIRINO DIZ QUE OPERAÇÃO TEM VIÉS POLÍTICO; ELE ESTÁ FORAGIDO