Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
JÔVE TERÁ QUE APAGAR POSTAGENS CONTRA MARDEN

JUÍZA ENTENDEU QUE POSTAGENS COM OFENSAS AO DEPUTADO ESTADUAL PODEM CAUSAR PREJUÍZOS À VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL DO PARLAMENTAR

26/08/2020 17:08 - Atualizado em 26/08/2020 17:25

Jôve é adversária política da família de Marden (Fotos: Reprodução | Jailson Soares/PD)

A pré-candidata a prefeita de Piripiri, Jôve Oliveira (PTB), que tomou posse como deputada estadual na terça-feira (25), vai ter que apagar das suas redes sociais vídeos com ofensas ao deputado estadual Marden Menezes (PSDB). A decisão é da juíza Gláucia Mendes de Macedo, do Juizado Especial Cível e Criminal da Zona Leste de Teresina.

Na ação, Marden Menezes alegou que Jôve publicou vídeos com injustas ofensas contra ele. Nas gravações, a pré-candidata e hoje deputada menciona que Marden era o responsável por uma pesquisa eleitoral que ela diz ter sido fraudada. Jôve vai disputar a prefeitura de Piripiri contra o pai de Marden, o atual prefeito Luiz Menezes (Progressistas).

“Em análise aos autos, observo que as alegações trazidas pela parte autora encontram-se comprovadas por meios dos vídeos apresentados juntamente com a petição inicial, os quais, são suficientes para que seja deferido o pleito liminar, uma vez que, permanecendo mantidas as mencionadas publicações, os efeitos das ofensas poderão ser potencializados e perpetrados no tempo, tendo em vista ser o conteúdo de livre acesso a qualquer pessoa, acarretando prejuízos a vida pessoal e profissional do autor”, diz a decisão.

A juíza deu o prazo de cinco dias, a contar da notificação, para que Jôve retire os vídeos.

RIVALIDADE E CLIMA ACIRRADO

A campanha eleitoral pela prefeitura de Piripiri promete ter ânimos exaltados e disputa acirrada. Jôve é a candidata do governador Wellington Dias (PT) e Luiz Menezes tenta se reeleger, dessa vez no Progressistas, partido do senador Ciro Nogueira.

Os dois vão repetir a disputa que ocorreu na eleição de 2016. Naquele ano, Luiz Menezes venceu Jôve por uma diferença de apenas 0,63% dos votos válidos. O atual prefeito, à época filiado no MDB, teve 17.956 votos, enquanto Jôve teve 17.729. Desde então, a rivalidade só aumentou.

Comente!

ANTERIOR

MAIS DA METADE DOS GOVERNADORES JÁ TEVE COVID-19

PRÓXIMA

AVELINO NEIVA DESISTE DA PRÉ-CANDIDATURA EM FLORIANO