Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
CANDIDATO EM 2020, PIAUIENSE PERDEU 13 ELEIÇÕES NOS ÚLTIMOS 28 ANOS

ELE PASSOU POR QUASE 10 PARTIDOS, DISPUTOU ELEIÇÕES EM TRÊS CIDADES DIFERENTES E ACUMULA DERROTAS EM TODOS OS PLEITOS DESDE A DÉCADA DE 1990

23/10/2020 13:50 - Atualizado em 23/10/2020 14:05

Persistente no esporte e na política, ele não desiste (Foto: Reprodução/TV Clube)

Joaquim José Saraiva da Penha, 57 anos. É bem provável que este seja o homem que mais disputou — e perdeu — eleições no Piauí nos últimos 30 anos. Maratonista e torneiro mecânico, Joaquim Saraiva disputa eleições municipais e estaduais de forma ininterrupta desde 1992. São 13 derrotas consecutivas, uma a cada dois anos, e ele não desiste. 

Em 2020, disputa sua 14ª eleição e concorre ao cargo de vereador em Teresina pelo Patriota.

As vitórias que ele conseguiu no esporte não apareceram na política. A saga de Joaquim Saraiva em busca de um mandato começou nas eleições municipais de 1992. Naquele ano, ele disputou a prefeitura de Floriano, no Sul do Piauí, pelo PSB. Teve apenas 151 votos, ficou na quinta colocação e amargou aquela que seria sua primeira de muitas derrotas eleitorais.

O pleito seguinte foi em 1994. Filiado ao PSB, Saraiva disputou um mandato de deputado federal no Piauí. Teve 4.263 votos e sofreu a segunda derrota. O revés não fez ele desistir do sonho de chegar à Câmara Federal. Em 1998, disputou novamente o cargo de deputado federal, teve 3.611 votos e perdeu novamente. Era, até ali, a terceira derrota.

Joaquim é figura conhecida nas eleições do Piauí (Foto: Reprodução/Facebook)

Dois anos depois, em 2000, Joaquim Saraiva transferiu o domicílio eleitoral para Itaueira, sua cidade natal, a 100 km de Floriano. Naquele ano, disputou a prefeitura de Itaueira ainda pelo PSB, à época liderado no Brasil por Anthony Garotinho, com quem ele manteve certa amizade. Saraiva teve apenas 81 votos e acabou mais uma vez derrotado nas urnas.

Mesmo derrotado para a prefeitura de Itaueira, ele foi ousado e em 2002 se candidatou a governador do Piauí pelo PSB. Teve 9.916 votos, ficou na quinta colocação e perdeu. Estava consolidada, até ali, a quinta derrota seguida de Joaquim Saraiva.

Com o revés para o governo do Estado em 2002, ele decidiu ser candidato a vereador de Teresina em 2004. Já filiado ao PTB, conseguiu apenas 690 votos na capital e alcançou o hexacampeonato em número de derrotas eleitorais.

Joaquim não desistiu. Em 2006, naquela ocasião filiado ao extinto Prona, partido do lendário deputado Dr. Enéas Carneiro, ele voltou a tentar vaga de deputado federal. Teve apenas 2.732 votos e viu novamente sua campanha terminar derrotada nas urnas.

Saraiva disputou primeira eleição aos 29 anos, hoje tem 57 (Foto: Reprodução/Facebook)

Persistente, o maratonista não se abateu. Levou o domicílio eleitoral de volta para onde iniciou a carreira política, a cidade de Floriano, e lá tentou, em 2008, uma vaga de vereador pelo PR. Mais uma vez, sem sucesso. Acabou derrotado com apenas 204 votos.

Mesmo assim, manteve a cabeça erguida e em 2010 tentou uma vaga de deputado federal novamente, ainda filiado ao PR. O resultado foi a nona derrota seguida de Joaquim Saraiva.

Mas quem perde nove, pode muito bem perder 10. E foi isso que aconteceu com o persistente piauiense. Em 2012, tentou novamente o cargo de vereador em Floriano. Perdeu.

Dois anos depois, em 2014, ele tentou pela primeira vez um mandato na Assembleia Legislativa do Piauí. Filiado ao PT do B, só teve 422 votos e perdeu mais uma eleição.

Chega o ano de 2016. Joaquim, já com o domicílio eleitoral de volta a Teresina, tenta mais uma vez o mandato de vereador, dessa vez filiado do Democratas. Teve 151 votos, mesma votação da sua primeira derrota em 1992 em Floriano, e mais uma vez perdeu.

Em 2018 foi a vez dele tentar, pela primeira vez, um mandato no Senado Federal. Filiado ao Democracia Cristã, Saraiva teve 5.932 votos e amargou a 13ª derrota na carreira política.

Santinho de Saraiva na campanha para vereador em 2020 (Foto: Reprodução/Facebook)

Quem pensa que ele desistiu, se enganou. Nas eleições municipais deste ano, Joaquim Saraiva é candidato novamente. O persistente político piauiense concorre ao cargo de vereador em Teresina pelo Patriota. É a 14ª eleição que ele disputa desde 1992. Desde então, só pulou um único pleito, o de 1996. Em todos os outros, ele tem história pra contar.

CONFIRA A SEQUÊNCIA DE DERROTAS DE JOAQUIM SARAIVA

1992 - perdeu para prefeito em Floriano
1994 - perdeu para deputado federal
1998 - perdeu para deputado federal
2000 - perdeu para prefeito em Itaueira
2002 - perdeu para governador do Piauí
2004 - perdeu pra vereador em Teresina
2006 - perdeu para deputado federal
2008 - perdeu para vereador em Floriano
2010 - perdeu para deputado federal
2012 - perdeu para vereador em Floriano
2014 - perdeu para deputado estadual
2016 - perdeu pra vereador em Teresina
2018 - perdeu para senador
2020 - candidato a vereador de Teresina

Comente!

ANTERIOR

“NÃO TEM CANDIDATO FORTE INDIVIDUALMENTE NO PIAUÍ”, APONTA FLÁVIO NOGUEIRA

PRÓXIMA

PIABAS DO RABO SECO