Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
HÁ UM ANO, WELLINGTON ERA REELEITO

COLUNA DO GUSTAVO ALMEIDA: EM 7 DE OUTUBRO DE 2018, PETISTA DERROTAVA ADVERSÁRIOS NO 1º TURNO E VENCIA A QUARTA ELEIÇÃO PARA GOVERNADOR DO PIAUÍ

07/10/2019 07:33 - Atualizado em 07/10/2019 07:35

O governador do Piauí, Wellington Dias (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)

Neste 7 de outubro de 2019 completa exatamente um ano que o governador Wellington Dias (PT) foi reeleito para o quarto mandato no Piauí. Assim como em 2002, 2006 e 2014, o petista terminou o pleito de 2018 vitorioso ainda no primeiro turno, com ampla vantagem sobre seus concorrentes. Dos últimos 17 anos, o Piauí foi governado, até aqui, quase 13 anos pelo petista.

Do ponto de vista eleitoral, os números de Wellington Dias dificilmente serão alcançados. Ele já havia entrado para a história ao ser o primeiro político a governar o Estado três vezes e em 2018 ampliou a marca. A eleição para o quarto mandato foi a primeira sem o apoio do Governo Federal e mesmo assim o índio conseguiu superar os adversários e sair novamente vitorioso.

A atual gestão do petista está longe de se igualar às duas primeiras, quando teve desempenho administrativo melhor e pegou carona em programas do Governo Federal que ajudaram a população mais pobre, a exemplo do Luz para Todos e do Minha Casa Minha Vida. Na sombra dessas ações federais que mudaram a realidade do nordestino, Wellington se deu bem.

Hoje, o gestor enfrenta momentos que certamente o fazem sentir saudades dos seus primeiros mandatos. Desde a terceira gestão, o Estado passa por graves problemas, não consegue honrar compromissos, obras não avançam, pedidos de empréstimos se multiplicam, hospitais do interior vivem situação caótica, repasses da saúde atrasados e, para piorar, uma operação da Polícia Federal apura desvios milionários numa das principais pastas do Governo: a Educação.

Wellington é o maior vencedor no Piauí (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Desde a ascensão de Wellington ao poder em 2003, houve avanços no Piauí que precisam ser reconhecidos. No entanto, o Estado ainda não deixou de ser um dos últimos vagões da locomotiva Brasil. É verdade que Wellington Dias não pode ser responsabilizado sozinho por muitos dos problemas históricos do Piauí, mas é evidente que a cobrança maior recai sobre ele, o recordista de mandatos na história do Executivo Estadual.

Para tudo existe o ônus e o bônus. Se de um lado é motivo de orgulho para muita gente dizer que Wellington foi o único a ser eleito quatro vezes governador, por outro é preciso aceitar que, dentre todos os outros que governaram o Piauí até aqui, ele é o que teve mais tempo e oportunidades de resolver problemas históricos e tirar o Estado das últimas posições. Passados 13 anos, infelizmente não é possível afirmar que ele conseguiu. Esse recorde também conta.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
BIVAR NEGOCIA FUSÃO DO PSL COM O PP; CIRO NEGA
BIVAR NEGOCIA FUSÃO DO PSL COM O PP; CIRO NEGA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”