Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
GOVERNO DIZ QUE OPERAÇÃO FOI ESPETÁCULO

GESTÃO DE WELLINGTON DIAS (PT) CONSIDERA AÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL NO KARNAK COMO ABUSO DE AUTORIDADE E CRITICA COBERTURA MIDIÁTICA

26/09/2019 07:47 - Atualizado em 26/09/2019 08:15

O exato momento em que a PF chega ao Karnak (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O Governo do Piauí se manifestou sobre a deflagração da segunda fase da operação Topique, onde mandados de busca e apreensão foram cumpridos dentro do Palácio de Karnak. Por meio de nota, a gestão estadual negou que seja alvo de investigação e afirma que apenas servidores e empresas são investigados, todos com direito legítimo à defesa.

Na nota, o governo ainda afirma que o ação da Polícia Federal optou pelo caminho do espetáculo, mencionando que houve cobertura midiática no instante em que os agentes chegaram ao palácio, às 5h55 da manhã. A chegada dos policiais federais na sede do governo estadual foi registrada com exclusividade pelo Política Dinâmica.

Para o governo de Wellington Dias, a ação da Polícia Federal atenta contra o Estado democrático de direito e caracteriza abuso de autoridade. A operação Satélites, segunda fase da Operação Topique, investiga a atuação de uma robusta organização criminosa instalada no serviço de transporte escolar da Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc-PI).

CONFIRA A NOTA DO GOVERNO NA ÍNTEGRA

A respeito da operação da Polícia Federal deflagrada nesta quarta-feira (25), o Governo do Piauí informa que não há investigação contra o Estado. O processo investiga empresas e servidores, a quem cabe o legítimo direito de defesa.

O Estado é parte interessada no processo e sempre agiu de forma colaborativa, fornecendo todos os documentos, dados e informações solicitados. Nada do que foi entregue na operação deixaria de ser entregue, bastando comparecer e requisitar.

Mais uma vez lamentamos o caminho do espetáculo. A operação de busca e apreensão realizada pela polícia no interior de repartições públicas que não são objeto da investigação, com cobertura midiática ao vivo, atenta contra o Estado de Direito, pilar da Constituição Federal, podendo caracterizar claro abuso de autoridade.

O Governo do Estado reafirma o compromisso com a transparência e continuará repassando documentos e informações solicitadas e, mais que qualquer outro, tem interesse na elucidação dos fatos, porém, com respeito à lei.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
BIVAR NEGOCIA FUSÃO DO PSL COM O PP; CIRO NEGA
BIVAR NEGOCIA FUSÃO DO PSL COM O PP; CIRO NEGA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”