Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
GOVERNO DIZ QUE OPERAÇÃO FOI ESPETÁCULO

GESTÃO DE WELLINGTON DIAS (PT) CONSIDERA AÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL NO KARNAK COMO ABUSO DE AUTORIDADE E CRITICA COBERTURA MIDIÁTICA

26/09/2019 07:47 - Atualizado em 26/09/2019 08:15

O exato momento em que a PF chega ao Karnak (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O Governo do Piauí se manifestou sobre a deflagração da segunda fase da operação Topique, onde mandados de busca e apreensão foram cumpridos dentro do Palácio de Karnak. Por meio de nota, a gestão estadual negou que seja alvo de investigação e afirma que apenas servidores e empresas são investigados, todos com direito legítimo à defesa.

Na nota, o governo ainda afirma que o ação da Polícia Federal optou pelo caminho do espetáculo, mencionando que houve cobertura midiática no instante em que os agentes chegaram ao palácio, às 5h55 da manhã. A chegada dos policiais federais na sede do governo estadual foi registrada com exclusividade pelo Política Dinâmica.

Para o governo de Wellington Dias, a ação da Polícia Federal atenta contra o Estado democrático de direito e caracteriza abuso de autoridade. A operação Satélites, segunda fase da Operação Topique, investiga a atuação de uma robusta organização criminosa instalada no serviço de transporte escolar da Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc-PI).

CONFIRA A NOTA DO GOVERNO NA ÍNTEGRA

A respeito da operação da Polícia Federal deflagrada nesta quarta-feira (25), o Governo do Piauí informa que não há investigação contra o Estado. O processo investiga empresas e servidores, a quem cabe o legítimo direito de defesa.

O Estado é parte interessada no processo e sempre agiu de forma colaborativa, fornecendo todos os documentos, dados e informações solicitados. Nada do que foi entregue na operação deixaria de ser entregue, bastando comparecer e requisitar.

Mais uma vez lamentamos o caminho do espetáculo. A operação de busca e apreensão realizada pela polícia no interior de repartições públicas que não são objeto da investigação, com cobertura midiática ao vivo, atenta contra o Estado de Direito, pilar da Constituição Federal, podendo caracterizar claro abuso de autoridade.

O Governo do Estado reafirma o compromisso com a transparência e continuará repassando documentos e informações solicitadas e, mais que qualquer outro, tem interesse na elucidação dos fatos, porém, com respeito à lei.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ELE FICA PARA ENFRENTAR O PROBLEMA
ELE FICA PARA ENFRENTAR O PROBLEMA
"SEM MUITAS PERSPECTIVAS"
ENZO SAMUEL SE FILIA AO PDT
ENZO SAMUEL SE FILIA AO PDT
STF NEGA PEDIDO DO PROGRESSISTAS PARA SUSPENDER PRAZO DE FILIAÇÕES
STF NEGA PEDIDO DO PROGRESSISTAS PARA SUSPENDER PRAZO DE FILIAÇÕES