Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
INCOMODADO
W. DIAS PROMETE COMBATER LÍDERES DA OPOSIÇÃO

GOVERNADOR ACUSA OPOSICIONISTAS DE ATRAPALHAREM A VINDA DE RECURSOS PARA O ESTADO E AVISA QUE VAI LUTAR PARA COMBATÊ-LOS

19/04/2018 14:03 - Atualizado em 19/04/2018 18:23

Petista demonstrou incômodo com a oposição (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O governador Wellington Dias (PT) demonstrou, nesta quinta-feira (19), insatisfação com membros da oposição e prometeu combater líderes que, na visão dele, trabalham contra o povo do Piauí. Ao falar da dificuldade que o governo está tendo para conseguir a liberação da segunda parcela do empréstimo de R$ 600 milhões com a Caixa, ele acusou a oposição de atuar contra os interesses do estado ao dificultar a vinda da segunda metade dos recursos.

Wellington afirmou que os oposicionistas fazem um trabalho de autofagia [processo de auto-destruição, degradação] em relação ao estado e por isso não vai medir esforços para combater líderes que atuam dessa forma. Ele citou o deputado federal Rodrigo Martins (PSB), que entrou com uma representação no Conselho da Caixa Econômica. Apesar do TCE-PI ter apontado graves desvios de finalidade no uso da primeira parcela e do MPF ter aberto inquérito para apurar o caso, Wellington culpa a oposição.

"É lamentável. Eu vejo membros da bancada federal, agora recentemente o deputado Rodrigo Martins, entrando com uma representação para todos os membros do Conselho da Caixa Econômica, para não liberar recursos para o Piauí. Isso é algo impensável [...] Ser oposição na política, eu compreendo, agora daí a esse trabalho de autofagia em relação ao estado, é lamentável. Eu, sinceramente, fazia tempo que não via isso e digo: é uma política atrasada e eu combaterei isso firmemente. Porque eu acho que quem trabalha dessa forma é contra o Piauí. E não é razoável a gente ter líderes contra os interesses do povo", disse.

O governador voltou a dizer que tudo foi feito dentro da legalidade e que toda a documentação exigida pela Caixa foi enviada. Ele afirmou que a oposição trabalha declaradamente contra a vinda dos recursos e que essa atitude está comprovada com documentos, requerimentos e ações na Justiça. "O objetivo é impedir que a gente tenha R$ 600 milhões para investimentos no Piauí, impedir que municípios tenham calçamento e que outros tenham estrada", completou.

Deputado diz que Wellington Dias mente (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)

RODRIGO MARTINS REBATE
Procurado pelo Política Dinâmica, o deputado federal Rodrigo Martins, citado por Wellington na entrevista, rebateu as declarações do governador. O parlamentar disse que não entende porque o petista está desesperado quando o assunto é o empréstimo da Caixa, já que alega ter feito tudo dentro da legalidade. Rodrigo ainda lembrou que destinou várias emendas para obras no Piauí e que a maior parte não foi feita por incompetência do governo.

"Eu gostaria de lembrar a ele que mesmo sendo de oposição eu tenho colocado inúmeros recursos para a gestão e por incompetência do governo dele as obras, como em Campo Maior, Miguel Alves e outras cidades não foram realizadas, mesmo com o recurso garantido. Infelizmente, se tem alguém trabalhando contra o estado não sou eu. Eu sempre soube separar minha posição pessoal e política dos interesses do estado. Eu teria o maior prazer de discutir com ele, de uma maneira respeitável e saudável, o porquê da não ampliação do hospital infantil que eu destinei, ainda em 2015, uma emenda de R$ 1,1 milhão', disse.

Quanto à representação no Conselho da Caixa, Rodrigo diz que Wellington mente ao dizer que a intenção é impedir a vinda de recursos para o Piauí. O parlamentar explicou que o pedido visa reter a liberação da segunda parcela apenas enquanto o governo explique e esclareça a série de suspeitas que envolvem a aplicação da primeira metade, fatos que estão sendo investigados também pelo Ministério Público Federal e outros órgãos de controle.

"Com relação ao Conselho da Caixa, eu tenho feito meu papel de oposição. Ele mente quando diz isso [que a intenção é impedir investimentos]. Apenas pedi que o dinheiro viesse após a comprovação da regular aplicação da primeira parcela. Não entendo porque o governo está desesperado por conta dessa prestação de contas. Se foi tudo regular, ninguém vai se opor. É muito fácil dizer que não veio o dinheiro por causa da oposição. Ele deveria ter cumprido o que estava previsto na primeira parcela. A denúncia foi feita aos órgãos de controle e se tiver tudo correto a segunda parcela vai ser liberada. Quem trabalha contra é o governador quando não aplica os recursos que temos garantidos", finalizou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
MUDANÇA
CHARLES DA SILVEIRA NA FMS
CHARLES DA SILVEIRA NA FMS
AFIADO
CUTUCADA EM WILSON
CUTUCADA EM WILSON
CRÍTICA
FIRMINO DIZ QUE “CERTAS PESSOAS” DO PSDB NÃO APRENDEM
FIRMINO DIZ QUE “CERTAS PESSOAS” DO PSDB NÃO APRENDEM
ENCONTRO
MARDEN E TERESA CALIBRAM OPOSIÇÃO PARA 2019
MARDEN E TERESA CALIBRAM OPOSIÇÃO PARA 2019