Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
FLORENTINO NETO IGNORA OFÍCIOS DO MP-PI

SECRETÁRIO FOI OFICIADO VÁRIAS VEZES PARA PRESTAR ESCLARECIMENTO SOBRE ATRASO DE PAGAMENTOS EM MATERNIDADE, MAS NUNCA RESPONDEU

26/06/2020 13:24 - Atualizado em 26/06/2020 13:43

Florentino Neto nunca respondeu ofícios (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI) instaurou esta semana um inquérito civil para investigar denúncia de que alguns funcionários da Maternidade Dona Evangelina Rosa estão há seis meses sem receber pagamento. O inquérito foi aberto após diversos ofícios enviados ao secretário estadual de Saúde Florentino Neto (PT) terem sido ignorados.

De acordo com a denúncia apurada pelo MP-PI, médicos da Maternidade Dona Evangelina Rosa estão sem receber plantões extras e vários servidores concursados e contratados não recebem pagamento desde dezembro de 2019. Ou seja, são seis meses de atraso.

Desde que recebeu a denúncia sobre a falta de pagamentos, o MP-PI solicitou, por diversas vezes, informações à direção da Maternidade Dona Evangelina Rosa e ao secretário Florentino Neto. Foram pelo menos quatro ofícios enviados que nunca foram respondidos. 

Portaria instaura inquérito para investigar atrasos (Foto: Reprodução/Diário oficial MP-PI)

Diante da falta de respostas do secretário de Saúde, a promotora Luísa Cynobellina Lacerda Andrade, da 42ª Promotoria de Justiça de Teresina, decidiu instaurar o inquérito civil público. 

Procurada pelo Política Dinâmica para comentar a abertura do inquérito, a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) disse que os pagamentos são de responsabilidade da própria maternidade.

Comente!

ANTERIOR

KLEBER DIZ QUE NÃO FEZ PRÉ-CAMPANHA E ACREDITA EM VITÓRIA NO 1º TURNO

PRÓXIMA

CIRO DIZ QUE ELMANO ESTÁ NO PROJETO PARA 2022