Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
FILOSOFIA DO BOLSONARO NÃO É DE AJUDAR, DIZ MARCELO CASTRO

SENADOR ELEITO AVALIA QUE O MODELO ECONÔMICO PREGADO PELO FUTURO GOVERNO VAI TRAZER AAINDA MAIS DIFICULDADES PARA OS ESTADOS

10/12/2018 07:56 - Atualizado em 10/12/2018 08:07

Emedebista prevê ainda mais dificuldades (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado federal e senador eleito Marcelo Castro (MDB) não acredita que o futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai perseguir o Piauí pelo fato do governador Wellington Dias ser do PT, mas acha que ele não vai mostrar grande boa vontade para com o estado. Na visão de Marcelo, a filosofia de Bolsonaro é de diminuir as ações do estado e não de ajudar.

"Ele vai mostrar a grande boa vontade que o Lula e a Dilma mostravam para o Piauí? Acredito que não, mesmo porque a sua ideologia política, a sua filosofia administrativa não é de ajudar, mas sim de diminuir as ações do Estado, é de deixar a economia livre. Então vai de encontro aquilo que tem sido pregado e praticado pelos governos", avaliou o emedebista.

Para o deputado, o neoliberalismo econômico pregado pelo futuro governo de Bolsonaro reduz a capacidade de ajudar os estados. Por conta disso, ele defende que a quarta gestão do governador Wellington Dias adote medidas e se adeque à nova realidade que está por vir.

"O MDB está solidário a que o governador tome todas as medidas necessárias para adequar a máquina do estado ao momento de dificuldade que nós estamos vivendo e que prenunciamos maiores dificuldades daqui pra frente. O MDB respaldará todas as suas medidas no sentido de enxugar a máquina, cortar gastos e se preparar para dificuldades maiores que poderemos passar com o novo governo de orientação neoliberal", explicou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
NO PASSADO, TUDO PODIA
NO PASSADO, TUDO PODIA
TCHAU, PSL!
TCHAU, PSL!
BOLSONARO E A COR ROSA
BOLSONARO E A COR ROSA
GOLPE DENTRO DO PT
GOLPE DENTRO DO PT