Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
EM NOTA, SINTE-PI DIZ QUE WELLINGTON FAZ AMEAÇA

SINDICATO DOS PROFESSORES REAGIU À FALA DO GOVERNADOR WELLINGTON DIAS SOBRE CORTE DE PONTO DOS PROFESSORES GREVISTAS

21/02/2020 13:48 - Atualizado em 21/02/2020 13:58

Professores estão em greve há 11 dias (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí (Sinte-PI) reagiu nesta sexta-feira (21) à fala do governador Wellington Dias (PT) de cortar o ponto dos professores grevistas da rede estadual. A categoria está em greve desde o último dia 10.

Em nota, a entidade afirma que não vai ceder às ameaças do governador e disse que a fala do petista sobre corte de ponto desrespeita direitos de professores e estudantes.

"O Sinte-PI comunica que a greve dos trabalhadores em educação continua firme e crescente em todo o estado e que os professores não cederão às ameaças do governador em relação ao corte de ponto, o que é mais um desrespeito aos direitos dos trabalhadores e dos estudantes, que têm direito aos 200 dias letivos.", diz um trecho da nota.

De acordo com o Sinte-PI, se o corte do ponto dos trabalhadores grevistas acontecer, o governador desobriga o servidor a repor os dias parados durante a greve, o que vai prejudicar o ano letivo. A entidade afirma que sempre esteve disposta a repor as aulas e cumprir a carga horária de 200 dias letivos exigidos legalmente.

A categoria docente deflagrou greve por não aceitar a proposta de reajuste salarial apresentada pelo Governo do Estado. A proposta já foi enviada à Assembleia Legislativa.

Notícias relacionadas
CONVENÇÕES VIRTUAIS: SEM FESTA NO INTERIOR
CONVENÇÕES VIRTUAIS: SEM FESTA NO INTERIOR
PREFEITO REDUZ SALÁRIO DE PROFESSORES CONTRATADOS EM 35%
PREFEITO REDUZ SALÁRIO DE PROFESSORES CONTRATADOS EM 35%
LULA MANDA BOLSONARO FAZER SOPA DE CLOROQUINA
LULA MANDA BOLSONARO FAZER SOPA DE CLOROQUINA
“FUXICO NÃO VAI NOS SEPARAR”
“FUXICO NÃO VAI NOS SEPARAR”