Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
DIÁLOGO COM AS FORÇAS MAIS ANTAGÔNICAS

FÁBIO NOVO AFIRMA QUE PRÉ-CANDIDATURA É PRA VALER, DEFENDE DIÁLOGO COM TODOS OS PARTIDOS E DIZ QUE É PRECISO RECONHECER FEITOS DE FIRMINO FILHO

26/09/2019 20:29 - Atualizado em 26/09/2019 21:46

Grupo se uniu em torno de Fábio Novo (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Depois que o grupo dos petistas Dudu, Daniel Oliveira e Francisco Magalhães decidiu fechar consenso em torno da pré-candidatura do deputado estadual Fábio Novo (PT) a prefeito de Teresina, o parlamentar falou com a reportagem do Política Dinâmica. Fábio Novo assegurou que sua pré-candidatura é pra valer e detalhou como será a atuação de agora em diante.

O deputado afirmou que buscará consenso com Franzé Silva e Júnior do MP3, que também são pré-candidatos pelo PT, e destacou a necessidade de estabelecer diálogo com todas as forças políticas, inclusive as mais antagônicas. Novo lembrou que é criticado por algumas pessoas por ser amigo do prefeito Firmino Filho (PSDB) e condenou essa atitude.

"É preciso ter a capacidade de dialogar com todas as forças políticas, por mais antagônicas que elas sejam. Eu fui acusado de ser amigo do prefeito Firmino. Eu acho que isso é uma qualidade, pois sou de um partido de esquerda e ele é de um partido de direita. Se eu tenho a capacidade de estar com o Firmino para dialogar problemas de Teresina, e em alguns casos a gente ajudou a resolver, isso mostra que temos maturidade", falou o parlamentar.

Na visão do petista, quem pleiteia a prefeitura de Teresina precisa entender a necessidade do diálogo com todos, independentemente de questões partidárias ou ideológicas. "Quem se propõe a ser prefeito da capital precisa ter a compreensão de que está aberto a todas as possibilidades, sem nenhum tipo de preconceito, com todas as pessoas", defendeu.

Deputado fala em ouvir a população da capital (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

RECONHECER O QUE É BOM E MELHORAR
Fábio Novo também falou sobre planos para Teresina. Depois de defender diálogo com as forças mais antagônicas, ele avisou que não vai focar sua pré-candidatura nas críticas à atual gestão, disse que é preciso reconhecer o que Firmino Filho (PSDB) fez de bom, mas apontou a necessidade de mudar para solucionar problemas e atender anseios da população.

"Eu não quero fazer proposições que sejam apenas para mostrar o que tem de falhas na gestão atual. Acho que tem que reconhecer o que há de bom e tranquilizar as pessoas de que aquilo que tem de bom a gente vai oferecer propostas para melhorar. Já o que está ruim e onde tem problemas precisa mudar. Cito um exemplo: acho importante a integração [do transporte público], mas tem problemas. E o que fazer para resolver? Temos que ouvir as pessoas", falou.

O petista destacou que é importante o PT definir um nome para poder sair aos bairros, fazer plenárias e ouvir as pessoas. "Primeiro eu quero fazer o dever de casa. Para que eu seja candidato, tenho que convencer o meu partido. Feito isso, temos que descer aos bairros, fazer plenárias de forma humilde, ouvir a população e depois apresentar uma proposta para a cidade. Acho que é esse o exercício que nós temos que fazer", finalizou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
BIVAR NEGOCIA FUSÃO DO PSL COM O PP; CIRO NEGA
BIVAR NEGOCIA FUSÃO DO PSL COM O PP; CIRO NEGA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”