Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
DEPUTADO PEDE PRESSA NO ENVIO DE REFORMA PARA O CONGRESSO

FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA NECESSIDADE DO BRASIL APROVAR REFORMAS E APONTA QUE GOVERNO NÃO PODE MAIS DEMORAR A ENVIAR PROPOSTAS

27/08/2020 10:30 - Atualizado em 27/08/2020 13:26

Flávio Nogueira defende aprovação de reformas (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado federal Flávio Nogueira (PDT) é o único parlamentar piauiense na Frente Mista da Reforma Administrativa no Congresso Nacional, grupo que reúne deputados federais e senadores. Para Nogueira, o Brasil precisa urgente da aprovação da reforma administrativa, cuja proposta ainda será enviada pelo Governo Federal ao Congresso.

“O governo Bolsonaro, quando assumiu, disse que era um governo de reformas. E todo aquele parlamentar que deseja um Brasil reformado acompanha, portanto, o projeto dessas reformas, independente de qualquer sigla partidária. Importante é que o Brasil faça, de fato, as suas reformas. Nós pedimos pressa ao Governo para que mande a reforma, para que possamos começar a discuti-la, pois nós parlamentares não temos o poder de começar a reforma. Nós temos que ser provocados pelo Poder Executivo”, explicou.

Nogueira lembrou que todos os governos prometeram e até começaram algumas reformas, mas todas elas ficaram pelo caminho. Na visão do deputado, se as principais reformas tivessem sido feitas de forma ampla, o Brasil estaria hoje em um patamar mais avançado. Ele defende que não se perca mais tempo, pois já passou da hora do Brasil se modernizar. 

“Todo governo quer fazer as suas reformas, mas sempre começa e nunca termina. O Lula teve parcialmente fazendo reforma, o Fernando Henrique lá atrás também, o Michel Temer também. O Temer, se tivesse continuado, depois da Previdência, logo em seguida a Tributária e Administrativa, nós estaríamos muito mais longe. Há uma morosidade por parte do governo de mandar para o Congresso as reformas, para que elas possam ser discutidas”, apontou.

O deputado defende que é preciso bom diálogo entre Congresso e Poder Executivo para fazer as reformas avançarem e se tornarem realidade. Nesse sentido, ele lembra que crises políticas acabam prejudicando as discussões e emperrando as reformas que o país precisa. 

“Tem que ter um bom diálogo. Em todas as nações do mundo, o Congresso é o local onde se travam as grandes discussões. Não pode haver autoritarismo nem por parte do Executivo e nem um protagonismo do Congresso que atrapalhe o diálogo. Crises políticas atrapalham o andamento das reformas. O governo Temer, por exemplo, até que estava andando bem com suas reformas, mas aí houve aquele problema com a JBS e atrapalhou tudo.”, lembrou.

DIÁLOGO COM A POPULAÇÃO

Além do diálogo entre Congresso e Poder Executivo, Flávio Nogueira destaca que é preciso deixar a população informada das discussões para que os cidadãos entendam, de fato, o que são as reformas e qual a importância delas para o dia-a-dia do país.

“Tem que ter uma comunicação com a população, explicar para a sociedade o que é reforma, para que ela servirá. Nós não podemos fazer reforma se não tem o apoio da sociedade. Por isso que as reformas precisam chegar, ter andamento nas comissões, conversar com diversos setores da sociedade civil. Por isso precisa ter um governo que saiba dialogar com o Congresso Nacional e esse Congresso, principalmente a Câmara, tem contribuído muito para o governo Bolsonaro. Está sempre disposto a trabalhar, principalmente com relação às reformas”, contou. 

Comente!

ANTERIOR

MAIS DA METADE DOS GOVERNADORES JÁ TEVE COVID-19

PRÓXIMA

AVELINO NEIVA DESISTE DA PRÉ-CANDIDATURA EM FLORIANO