Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
FILIAÇÃO
CAIO BUCAR ANALISA CONVITE DO PATRIOTA

PARLAMENTAR AFIRMA QUE POSSIBILIDADE DE SE FILIAR AO PARTIDO É GRANDE E LEMBRA QUE A LEGENDA PODE TER A MAIOR BANCADA DA CÂMARA

19/12/2018 18:27 - Atualizado em 19/12/2018 18:36

Caio Bucar é cortejado pelo Patriota (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O vereador Caio Bucar (PRTB) é mais um parlamentar municipal que recebeu convite para se filiar ao Patriota. A legenda pode se tornar a maior da Câmara Municipal de Teresina com a fusão do PRP. Apontado como um dos parlamentares mais conceituados da casa, Caio Bucar será uma das principais adesões do Patriota, caso a filiação aconteça.

Em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (19), o vereador revelou detalhes do convite e disse que existe uma grande possibilidade dele ser aceito. A expectativa do Patriota ter uma das maiores bancadas do parlamento municipal é vista com bons olhos pelo político.

"Nos foi feito o convite e assim que tiver uma oportunidade, uma janela, nós vamos conversar, aprimorar e ouvir nossas bases. É um excelente partido, um excelente caminho. Já conta hoje com cinco vereadores [considerando os do PRP que vão se fundir] e pode se tornar a maior bancada desta casa", falou o vereador.

Caio já tem adiantado que não vai permanecer no PRTB, partido que não superou a cláusula de barreira nas eleições deste ano, mas que não vai se fundir com nenhuma outra sigla. Diante disso, ele aponta que a ida para o Patriota tem tudo para virar realidade. "Temos que ouvir nossos amigos, mas é uma possibilidade grande, muito real", concluiu.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
NÃO SERIA BOM!
ELMANO NÃO QUER RENAN CALHEIROS
ELMANO NÃO QUER RENAN CALHEIROS
VEREADORES
CASAL NO PARLAMENTO
CASAL NO PARLAMENTO
CRÍTICA
FÁBIO SÉRVIO CHAMA WELLINGTON DE “CARA DE PAU”
FÁBIO SÉRVIO CHAMA WELLINGTON DE “CARA DE PAU”
OPINIÃO
QUANDO A CONTRADIÇÃO ENFRAQUECE A RENOVAÇÃO
QUANDO A CONTRADIÇÃO ENFRAQUECE A RENOVAÇÃO