Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
DESABAFO
ÁTILA LIRA COMO VOCÊ NUNCA VIU

DURANTE REUNIÃO, PARLAMENTAR CONDENA ATUAÇÃO DE GRUPOS DE ESQUERDA NA ÁREA DA EDUCAÇÃO E OS CHAMA DE INTOLERANTES E DERROTADOS

08/11/2018 07:36 - Atualizado em 08/11/2018 07:47

Átila disparou contra artistas e grupos de esquerda (Foto: Reprodução/TV Câmara)

O deputado federal Átila Lira (PSB) fez um desabafo e disparou geral contra militantes de esquerda e até artistas que defendem a doutrinação em salas de aula. A fala em tom irritado ocorreu numa reunião deliberativa da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados no último dia 31 de outubro, semana passada. Ele direcionou o desabafo para membros do PT e de grupos ligados a partidos de esquerda. O piauiense não economizou nas palavras.

Se dirigindo ao deputado Danilo Cabral (PSB-PE), que estava presidindo a reunião, Átila classificou os grupos esquerdistas de preconceituosos, intolerantes e radicais. Ele disse que grupos desse tipo costumam impedir parlamentares de outros partidos de se manifestarem em reuniões nas universidades e em quaisquer espaços onde exercem domínio.

Veja o vídeo!

DILMA: GOVERNO INSERVÍVEL
Átila disse que enfrentou ataques na eleição deste ano por ter votado a favor da cassação de Dilma Rousseff (PT). Sem maneirar no discurso, afirmou que votaria de novo porque o governo da petista não servia e tinha razões para ser derrubado. Citou também que votou a favor de projetos do governo Temer porque era do lado do presidente e votaria outra vez.

O parlamentar recordou que foi secretário de Educação no Piauí três vezes e teve que encarar muitas "badernas arquitetadas por sindicatos" que contestavam a presença dele em reuniões pelo fato dele ser liberal. "Sou liberal e continuarei sendo", avisou. Em outro trecho, se referiu a artistas e disse que "eles não têm moral para pregar liberdade em sala de aula".

Ele chamou grupos de esquerda de derrotados (Foto: Reprodução/TV Câmara)

BOLSONARO = CONTRA A INTOLERÂNCIA
Ao condenar os "mi-mi-mis" de grupos de esquerda, Átila disse que o Brasil não votou em Bolsonaro apenas por Bolsonaro, mas contra a intolerância de grupos de esquerda. O deputado assegurou que vai participar das discussões na Comissão de Educação para contestar a UNE (União Nacional dos Estudantes) e alguns sindicatos ligados à Educação.

Ele reclamou que nos fóruns de educação os deputados do PT, do PC do B e outros partidos de esquerda são tratados com simpatia e já parlamentares liberais são vaiados pelos mesmos grupos de sempre, o que voltou a classificar como intolerância e falta de compreensão. O deputado encerrou dizendo que esses grupos de esquerda que vão para a Comissão de Educação discutir assuntos da área são radicais, derrotados e intolerantes. Nas palavras de Átila, eles não têm moral para discutir sobre educação.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
PROTESTO
GRUPO OCUPA SEDE DO INCRA EM TERESINA
GRUPO OCUPA SEDE DO INCRA EM TERESINA
MUDANÇA
FERNANDO MONTEIRO DEVE DEIXAR O PRTB
FERNANDO MONTEIRO DEVE DEIXAR O PRTB
BOM HUMOR
VITÓRIA RETUMBANTE
VITÓRIA RETUMBANTE
OLHO EM 2020
ELE SABE QUE É FORTE
ELE SABE QUE É FORTE