NOTÍCIAS

WELLINGTON DIAS MONTA EQUIPE PARA MINISTÉRIO

NOVO MINISTRO PIAUIENSE MONTA EQUIPE COM NOMES DE PIAUIENSES SOB SUA CHEFIA PARA O MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO GOVERNO LULA

02/01/2023 12:07

O ex-governador do Piauí e senador eleito nesse último pleito eleitoral de 2022, Wellington Dias (PT), assumiu o comando do Ministério do Desenvolvimento Social. A cerimônia de transmissão do cargo foi realizada na tarde durante cerimônia de transmissão de cargo ocorrida na tarde desta segunda-feira (2) na sede do órgão em Brasília. Wellington Dias comandará uma das pastas mais importantes do novo Governo Lula tendo orçamento de cerca de R$ 200 bilhões, tendo como missão erradicar o problema da fome em milhões de famílias brasileiras.  

Novo ministro anuncia planos para o Ministério do Desenvolvimento Social (foto: ascom)

“O MDS vai cuidar daqueles que mais precisam, a começar pelo direito sagrado de tomar café, almoçar e jantar todos os dias. Isso foi lembrado pelo presidente Lula, de uma promessa cumprida a partir do seu mandato em 2003. E, neste mandato, a nossa missão é tirar o Brasil do mapa da fome pela segunda vez”, afirmou o ministro.

(Vídeo da posse de Wellington Dias como ministro, ainda no domingo 1º/01)

Logo após o anúncio de que ocuparia o cargo de ministro, Wellington anunciou que formaria um corpo técnico para lhe aconselhar e ajudar nas tomadas decisões no Ministério. Já nesta segunda, o novo ministro anunciou vários nomes que irão compor a chefua do seu ministério.  Dentre esses, Welington escolheu como secretário executivo do ministério, o seu ex-secretário de Governo do Piauí, Osmar Júnior. Além de Osmar, também foi escolhido o piauiense Ranniêr Ciríaco para ocupar o carto de secretário executivo adjunto do Ministério.

Osmar Júnior volta a ocupa cargo importante em órgão comandado por Wellington Dias (foto: ascom)

O novo ministro nomeou a socióloga e servidora federal Letícia Bartholo foi indicada para assumir a Secretaria do Cadastro Único. Lilian Rahal foi escolhida para ser a secretária Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Carlos Everton será o secretário nacional de Inclusão Socioeconômica, Laís Abramo assumirá a secretaria Nacional de Cuidados e Família e André Quintão assume o comando da secretaria de Assistência Social do Ministério sob o comando de Wellington Dias.

ATUALIZAÇÃO E REFORMULAÇÃO DE PROGRAMAS SOCIAIS

No seu discurso, Dias destacou que pretende reformar o Bolsa Família, que atualmente, graças a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) aprovada no Congresso, continuará no valor de R$ 600 por família, devendo haver readequações para incluir R$ 150 por criança de até seis anos. O novo gestor destacou que será feita uma atualização do Cadastro único, focando na integração com os Estados e municípios, para identificar aqueles que recebem o benefício sem estar dentro dos critérios e, também, atender aqueles que tem os requisitos, mas não são atendidos pelo programa.

Wellington Dias destaca que irá fazer 'pente fino' para tirar benefício de quem não tem os requisitos para receber o Bolsa Família (foto: ascom)

“Vamos reformular, com muito diálogo, o Bolsa Família. Sei que, pela situação em que se encontra, não se trata de uma tarefa simples, mas creio que é no diálogo que vamos encontrar a pactuação e a dosagem certa (...). Vamos dar a oportunidade, para quem não preenche os requisitos, de voluntariamente pedir desligamento do programa. Somente vamos pagar o benefício a quem legalmente, por critérios sociais, tem o direito”, afirmou.

Ainda segundo o ministro, será feita uma busca ativa em todo o país para incluir no Cadastro Único quem tem o direito ao benefício e ainda não recebe.

Piauienses foram convidados para prestigiar a cerimônia em Brasília (foto: ascom)

Cerimônia contou com vários deputados, políticos e pessoas ligadas ao Piauí (foto: ascom)


Comente