VEREADOR SUGERE CRIAÇÃO DE NÚCLEOS URBANOS

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTIU PRECARIEDADE NO FORNECIMENTO DE ÁGUA NA ZONA RURAL DE TERESINA E VEREADOR PROPÔS NÚCLEOS COMO SAÍDA PARA O PROBLEMA

30/10/2019 07:05 - Atualizado em 30/10/2019 07:18

Vereador aponta saída para amenizar falta de abastecimento (Foto: Divulgação/Assessoria)

O problema de abastecimento de água na zona rural de Teresina foi tema de audiência pública na Câmara Municipal nesta terça-feira (29). Líderes comunitários e moradores das comunidades relataram o problema recorrente nas regiões localizadas fora do perímetro urbano aos representantes da Agespisa que estiveram presentes na casa legislativa. 

Entre os encaminhamentos, foram apresentados os principais projetos da empresa para as localidades da zona rural que sofrem com o desabastecimento e ainda o cronograma de visitas nestes locais para viabilizar o parcelamento de débitos. 

Com a mesma problemática do ordenamento territorial urbano teresinense, debatido no Plano Diretor (PDOT), as comunidades rurais estão localizadas com grandes intervalos de terra uma das outras, o que dificulta as ações pontuais da infraestrutura de água e esgoto. 

Para o vereador Aluísio Sampaio (Progressistas), água é assunto complexo na zona rural. O parlamentar diz que a solução pode estar na criação de núcleos urbanos.

"Acredito que deveríamos sentar com a prefeitura e decidir criar núcleos urbanos. Isso porque a população da zona rural tem crescido e precisamos compreender as necessidades dessa região cada vez mais ampla. O que quero dizer é que, com as localidades cada vez mais agrupadas, será mais prático a prestação de serviço e bem mais eficiente, pois será possível compreender as demandas e o acompanhamento de forma mais objetiva e clara. Com recepção de água e esgoto tratados", disse o progressista.

O vereador ainda comentou a respeito de cobranças que vêm acontecendo de forma indevida nas comunidades da zona rural. Aluísio apoia que haja a cobrança do serviço, mas com a contrapartida do fornecimento de qualidade para a população.

"Não se pode ter uma precariedade no abastecimento de água e nem cobrança indevida. Existem famílias que devem valores altíssimos à companhia de água e não recebem o serviço. Apesar do congelamento da área urbana da capital, é injusto que a zona rural não receba o atendimento e abastecimento de água com qualidade", finalizou o vereador.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
"OU RENUNCIA OU SE FAZ O IMPEACHMENT DELE"
DEPUTADO DESTINA R$ 8,4 MILHÕES PARA SAÚDE
DEPUTADO DESTINA R$ 8,4 MILHÕES PARA SAÚDE
COVID-19: 95% DAS CRIANÇAS DA AMÉRICA LATINA ESTÃO SEM AULA
COVID-19: 95% DAS CRIANÇAS DA AMÉRICA LATINA ESTÃO SEM AULA
GENERAL HELENO TESTA POSITIVO PARA O COVID-19
GENERAL HELENO TESTA POSITIVO PARA O COVID-19