TV DINÂMICA NO KARNAK

NOVO PROGRAMA DO POLÍTICA DINÂMICA FOI ATÉ A SEDE DO GOVERNO DO ESTADO PARA FALAR AO VIVO SOBRE OPERAÇÃO TOPIQUE, SUPERFATURAMENTO E PECULATO NA GESTÃO DE WELLINGTON DIAS

20/08/2019 21:14 - Atualizado em 20/08/2019 21:54

Coragem: Política Dinâmica vai ao Palácio de Karnak e fala sobre as investigações que rondam o governo de Wellington Dias (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

Não interessa se o atual Governo do Estado não gosta de imprensa livre. O que interessa é que o Política Dinâmica é livre. E pra mostrar isso, lançou nesta terça-feira (20) a TV Dinâmica, um programa ao vivo, que vai ao ar todas as terças-feiras de agora em diante.

E a primeira edição foi exatamente dentro do Palácio de Karnak, sede do governo. Na mesa de cerimônias onde o governador Wellington Dias costuma assinar ordens de serviço de obras que ou não começam ou não terminam — e em meio aos espectros dos comissionados fantasmas — foi montada a estrutura de transmissão. E os jornalistas Marcos Melo e Gustavo Almeida abordaram assuntos que não se vê nas manchetes dos "veículos tradicionais".

Jornalismo não se intimida com censura: Marcos Melo e Gustavo Almeida transmitiram ao vivo direto do salão principal do Palácio de Karnak (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

Com participação popular pelas redes sociais e com possibilidade de acontecer em qualquer lugar, a TV Dinâmica surge como uma alternativa ao silêncio bancado pelo Estado.

O programa também fica disponível nas redes sociais após o encerramento da transmissão ao vivo.

Veja o programa completo:


Nesta edição:

:: MPPI aponta superfaturamento de R$ 100 milhões em obras pagas com empréstimo na gestão de Wellington Dias.

:: Operação Topique: prefeito Ribinha fala de seu relacionamento com ex-prefeito Paulo Martins e diz que Polícia Federal entendeu errado quando ele pagou transporte escolar com nota fiscal de buffet.

:: Mais Operação Topique: a confusão já está na família da primeira dama Rejane Dias (PT).

:: Peculato: promotor Fernando Santos aponta desvio de finalidade em recursos de consignados e planos de saúde que Governo do Estado descontou de servidores e responsabiliza secretário Rafael Fonteles.

Veja. Curta. Inscreva-se. Compartilhe!

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
JUIZ ABSOLVE TEMER E DIZ QUE MPF ADULTEROU DIÁLOGOS
JUIZ ABSOLVE TEMER E DIZ QUE MPF ADULTEROU DIÁLOGOS
PEC DE MARGARETE PREVÊ PERMUTA DE JUÍZES
PEC DE MARGARETE PREVÊ PERMUTA DE JUÍZES
“GOL DO BRASIL” EM TERESINA
“GOL DO BRASIL” EM TERESINA
MAIS DE 12 MILHÕES DE TRANSAÇÕES
MAIS DE 12 MILHÕES DE TRANSAÇÕES