NOTÍCIAS

Teresina supera a marca de 17 mil pessoas recuperadas da Covid-19

Desde o início da pandemia, no mês de março, um total de 17.091 pacientes ficaram curados da doença após tratamento hospitalar ou em casa

17/12/2020 14:38

Dados do painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) mostram que Teresina superou, nesta semana, a marca de 17 mil pessoas recuperadas da Covid-19. Desde o início da pandemia, no mês de março, um total de 17.091 pacientes ficaram curados da doença após tratamento hospitalar ou em casa.

Somente nos hospitais municipais que atendem exclusivamente casos de infecção pelo novo coronavírus, já foram registradas 1.560 altas. Durante a pandemia, Teresina montou duas estruturas dedicadas para pacientes com Covid-19: o Hospital de campanha Padre Pedro Balzi, que funciona na quadra de badminton da UFPI, e o Hospital de Campanha João Claudino Fernandes, anexo ao HUT. Além disso, o Hospital do Monte Castelo mantém atendimento exclusivo para o novo coronavírus, e a Maternidade do Promorar foi destacada para o apoio e tratamento de gestantes com a doença.

A coordenadora do Centro de Operações em Emergência (COE) da FMS, Wesllany Santana, ressalta que, além das altas hospitalares, integram o grupo dos recuperados aquelas pessoas com Covid-19 que estavam com quadro leve da doença e fizeram o tratamento em casa. “Após cumprimento de 14 dias de isolamento, essas pessoas tiveram melhora do quadro clínico de saúde”, afirma, informando que o número de recuperados na cidade é ainda maior e está sendo atualizado diariamente no sistema.

Estes pacientes receberam apoio das Unidades Básicas de Saúde (UBS) que foram responsáveis pelo atendimento para casos mais leves e suspeitos. Atualmente, Teresina conta com 20 unidades em todas as zonas da cidade prestando este serviço em horário estendido, das 7h da manhã às 19h, todos os dias da semana. “A equipe de saúde avalia o caso e toma a conduta adequada, que pode envolver orientação médica, prescrição de medicamentos, indicação de isolamento domiciliar ou mesmo encaminhamento para hospitais ou UPAS, em casos mais graves”, explica o diretor de Atenção Básica da FMS, Kledson Batista.

A pedagoga Aline Damasceno foi uma das pessoas que venceu a Covid-19. Ela conta que, após sentir os primeiros sintomas da doença, dirigiu-se à UBS do bairro Real Copagre, onde recebeu atendimento médico e fez o teste RT-PCR, considerado o mais confiável e efetivo para diagnóstico. “Antes mesmo de receber o resultado, o médico já iniciou o tratamento e passei os dias em casa em isolamento até me curar”, conta ela. “Eu gostei muito do atendimento da UBS, foi rápido e fui bem atendida”, elogia.

Fonte: Ascom PMT 

Comente