NOTÍCIAS

SÓ SEIS CANDIDATOS DO PIAUÍ TERÃO TEMPO NA TV

PROPAGANDA ELEITORAL GRATUÍTA COMEÇA NA SEXTA-FEIRA E CANDIDATOS DO PIAUÍ PREPARAM SUPRER PRODUÇÕES MIDÍATICAS PARA CONQUITAREM VOTOS

23/08/2022 14:23

Com o período eleitoral mais curto de 16 de agosto a 2 de outubro, os postulantes a cargos eletivos nestas eleições de 2022 correm contra o tempo para conquistar mais eleitores. No Piauí, nove candidatos disputam o Governo do Estado e a partir da próxima sexta-feira (26/08) poderão ampliar suas estratégias com o início da divulgação da campanha na TV aberta e no rádio. 

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) divulgou no último dia 19/08 o tempo que cada grupo político terá para propaganda eleitoral gratuita e sorteou a ordem de exibição dos programas eleitorais. Segundo o TRE, a Rádio e TV Assembleia foi contemplada no sorteio e ficará responsável pela geração da transmissão da propaganda que será replicada pelas demais emissoras de TV e de Rádio em todo o Estado do Piauí.

TRE sorteou a ordem de apresentação das propagandas eleitorais e divulgou o tempo de cada partido conforme legislação eleitoral (foto: TRE-PI)

Em 2017, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou 10 resoluções para vigorar nas eleições a partir de 2018. Neste pleito, a propaganda eleitoral gratuita e obrigatória será de segunda-feira a sábado no período de 26/08 até 29/09, com dois blocos tanto no rádio quanto na TV. No rádio os horários serão das 7h as 7h25; já o segundo bloco de 12h às 12h25. Para TV as exibições acontecem entre 13h e 13h25, já a noite no horário de 20h às 20h25. Vale lembrar que os 25 minutos diários serão distribuídos entre os candidatos e suas coligações.

Como neste ano as eleições são para presidente, governador, vice-governador, senador, deputado estadual e deputado federal, a exibição da propaganda eleitoral ficará dividida da seguinte forma: segundas/quarta e sextas-feiras – será para senador, deputado estadual ou distrital e a governador. Já os outros cinco minutos para os candidatos ao Senado e 10 minutos para cada um dos outros cargos.

Já as terças-feiras, quintas e sábados, a propaganda será com os candidatos a presidente, seguidos pelos candidatos a deputado federal, para esse grupo a divisão será igualitária de 12 minutos e 30 segundos para cada cargo. Vale lembrar que os partidos tem ainda 70 minutos diários de inserções publicitárias.

Para propaganda eleitoral gratuita a divisão é feita da seguinte forma – 90% do tempo é distribuído proporcionalmente entre os partidos de acordo com o número de deputados federais eleitos no último pleito – no caso de 2022 – vale o pleito de 2018. Já os outros 10% são partilhados igualmente entre as legendas. Dessa forma, conquista mais tempo aqueles candidatos que conseguirem mais alianças com partidos que possuam deputado federais eleitos na Câmara.

NO PIAUÍ A DIVISÃO DE TEMPO FICOU DA SEGUINTE FORMA:

A chapa VAMOS MUDAR O PIAUÍ comandada pelo candidato Sílvio Mendes (União Brasil) conquistou 4 minutos de propaganda, a sigla reúne além do União Brasil, os partidos PP, PDT, PTB, AVANTE, PSDB E CIDADANIA.

Com segundo maior tempo de propaganda ficou A FORÇA DO POVO comandante pelo candidato Rafael Fonteles (PT) – (Federalizado com o PC do B e com o PV) que ficará com 3 minutos e 50 segundos.

Em seguida, com maior tempo está o PARTIDO LIBERAL com o coronel Diego Melo (PL) – que terá 47 segundos de propaganda.

Sorteio com ordem da apresentação das propagandas aconteceu no dia 19/08 no TRE-PI (foto: reprodução)

A coligação O PIAUÍ TEM ESPERANÇA com a candidata ao governo Gessy Lima (PSC) terá 37 segundos de propaganda. A coligação do PSC foi feita com o Podemos.

A federalização entre o PSOL e REDE que tem como candidata a governadora Madalena Nunes contará com 22 segundos de propaganda.  

O partido Patriota do candidato a governador Gustavo Henrique terá 20 segundos de propaganda eleitoral.

Outros três candidatos ao governo do Piauí não terão direito a propaganda eleitoral gratuita por não possuírem representantes no Congresso Nacional. São eles o professor Geraldo Carvalho (PSTU), a professora Lourdes Melo (PCO) e a advogada Ravenna Castro (PMN). (veja lista completa dos tempos!)

NO QUE VÃO FOCAR OS CANDIDATOS?

Para fugir de uma associação com o presidente Jair Bolsonaro (PL), o ex-prefeito de Teresina e candidato a governador Sílvio Mendes deve citar o também candidato a presidente Lula (PT), que teria ajudado Sílvio quando era prefeito de Teresina a realizar obras como a Ponte Estaiada e o HUT. Além disso, o candidato do União Brasil também deve fazer inserções de vários municípios do Estado que visitou durante a pré-campanha.

Sílvio deve citar aproximação com Lula e destacar situação do interior do Piauí (foto: redes sociais)

Já o candidato que representa o atual governo do Estado, Rafael Fonteles (PT) deve apostar na presença maçante do principal nome do partido e candidato a presidente Lula. Os petistas acreditam que a presença de Lula na campanha de Rafael vai influenciar o eleitorado estadual a aderir a campanha de Rafael.

Campanha do PT apostará todas as fichas na imagem de Lula para alavancar Rafael Fonteles nas pesquisas (foto: ascom)

Segundas as pesquisas eleitorais, ambos os candidatos citados acima protagonizam a disputa ao governo do Estado. Para a campanha ambos tem recurso milionário do fundo eleitoral e tem a seus dispor uma grande equipe de produção de áudio e vídeo. Os demais candidatos terão pouco tempo de propaganda para formularem seus discursos, a maior parte deles deve usar os poucos segundos de exibição para se apresentarem, divulgarem outros meios de comunicação deles e, lógico, pedir o voto dos eleitores apresentando seus números.

Coronel Diego Melo deverá usar o pouco tempo de propaganda para afirmar que é o candidato de Bolsonaro no Piauí (foto: reprodução)

Outras informações:

Confira o calendário eleitoral brasileiro!

Confira o tempo da propaganda eleitoral e inserções na TV e Rádio para cada partido no Piauí!

Comente