NOTÍCIAS

HERDEIROS ELEITOS: OS FILHOS DOS PREFEITOS

BÁRBARA DO FIRMINO, GRACINHA MÃO SANTA E ALDO GIL COLARAM NA IMAGEM DOS PAIS E NA ESTRUTURA DAS MÁQUINAS PÚBLICAS GERIDAS POR ELES PARA SE ELEGEREM

06/10/2022 08:35

Os filhos de prefeitos das três maiores cidades do Piauí conseguiram uma cadeira na Assembleia Legislativa. Em Parnaíba (PI), o prefeito Mão Santa (União Brasil) conseguiu eleger como deputada estadual a filha, Gracinha Mão Santa (PP), com 39.515 votos. Em Picos (PI), o prefeito Gil Paraibano (PP) elegeu deputado estadual o filho Aldo Gil (PP), com 29.600 votos. Já na capital, o mérito foi pra Bárbara do Firmino, filha do ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho, que se elegeu deputada estadual com 35.276 votos com o inquestionável apelo da imagem do pai.

Em Teresina, legado de Firmino Filho ajudou na eleição da filha Bárbara; Em Picos, Gil Paraibano fez o filho ser o mais votado na cidade; em Parnaíba, Mão Santa, elegeu a filha Gracinha com extrema maioria de votos na cidade (foto: reprodução)

ALÉM DA BASE

Apesar de ampla maioria nas cidades que mais representavam, todos os três candidatos tiveram que sair das suas bases eleitorais em busca de votoS em outros municípios para conseguir uma cadeira na Assembleia Legislativa do Piauí.

A deputada eleita Gracinha Morares Sousa, mais conhecida como Gracinha Mão Santa, obteve no total mais de 39 mil votos, mais da metade conquistados em Parnaíba, onde seu pai é Prefeito. Mas os 22.904 votos de lá não seriam suficientes para elegê-la. Os outros 16.611 votos foram conquistados alem de sua base. 

Antes de ser candidata, Gracinha era tida como a "1ª ministra" da administração da Prefeitura de Parnaíba e conseguiu votação grandiosa na cidade (foto: Jailson Soares / PD)

Para sua campanha, segundo os dados disponibilizados pela candidata ao DivulgadaCadContas do TSE, Gracinha recebeu R$ 1.208.079,45 (mais de 1,2 milhões) em recursos para campanha. Sendo que desse valor, R$ 1.170.000 foram do Fundo do Partido Progressistas.

A candidata Bárbara Carvalho da Silveira Soares Macêdo, a “Bábara do Firmino”, foi eleita deputada com a 35.276 votos ao total, sendo a segunda candidata mais bem votada de Teresina, seu berço eleitoral, onde obteve 21.183 votos. Na capital, Bárbara só foi menos votada que o candidato a deputado estadual eleito Jeová Alencar que obteve 28.786 somente em Teresina. Jeová é o atual presidente da Câmara de Vereadores da capital. Além deles, o deputado Gessivaldo Isaias obteve na capital 16.186 votos, porém, não conseguiu se reeleger.

Campanha de Bárbara do Firmino buscou mostrar o legado do pai dela e contou com a simpatia do eleitor teresinense pela candidata (foto: Jailson Soares/ PD)

Dessa forma, Bárbara para se eleger deputada teve que buscar fora do seu domicílio eleitoral 14.093 votos. Para sua campanha, a médica declarou ter recebido R$ 1.255.300,00 (mais de um milhão e duzentos mil), sendo desses R$ 1,2 milhão só de fundo partidário. Bárbara é a segunda deputada da família “Silveira” a ingressar na Alepi. Em 2018, com o apoio do então esposo e prefeito Firmino Filho, a deputada Lucy Soares (PP) foi eleita deputada com 57.384 votos, sendo a segunda parlamentar mais bem votada no Estado, sendo a mais bem votada em Teresina com 37.652 votos, só na capital. Lucy agora deixa a cadeira para filha Bárbara.

Na terceira maior cidade do Estado, Picos, o prefeito Gil Paraibano, que governa a cidade no seu terceiro mandato, também, conseguiu fazer o filho Aldo Gil como deputado estadual (PP). O candidato ficou com a última vaga da chapa Progressistas ao conquistar 29.600 votos. Dessa votação, 21.725 votos foram conquistados fora do seu domínio eleitoral, na cidade de Picos, Algo Gil obteve 7.875 votos, o mais bem votado na cidade. Por lá, ele teve uma grande concorrência, com destaque para os parlamentares eleitos Severo Eulálio (MDB) que teve em Picos 5.881 votos, o colega de partido eleito Doutor Thales Coelho (PP) que somou 5.542 votos em Picos e o Nerinho (PT), que obteve 5.058 votos na cidade Modelo. O deputado reeleito Nerinho é irmão da vice-prefeita Xandú e filho do ex-prefeito Zé Neri.

Prefeito de Picos, Gil Paraibano, conseguiu que o filho Aldo Gil conquistasse mais votos que outros deputados com tradição na região, como Severo Eulálio, Pablo Santos e Nerinho (foto: redes sociais)

Para sua campanha, Aldo Gil declarou ter recebido R$ 940 mil (menos de R$ 1 milhão), sendo que desse valor R$ 900 mil foram declarados como fundo partidário e os outros R$ 40 mil doados pelo próprio candidato para sua campanha.

Os três deputados Aldo Gil, Gracinha Mão Santa e Bábara Soares deverão integrar o time de oposição ao atual governo do Estado que conseguiu reeleger como sucessor o governador eleito Rafael Fonteles (PT). Em Parnaíba, o ex-governador Mão Santa, pai de Gracinha, é opositor ferrenho do PT. Em Picos, o prefeito Gil Paraibano venceu as eleições municipais de 2020 contra o candidato Araujinho (PT), sogro do governador eleito Rafael Fonteles. Já a deputada eleita Bárbara, terá agora que defender o legado do pai Firmino Filho, que foi um dos principais nomes da oposição no Estado, tendo em vista que em 2024 haverá eleições municipais e o grupo do ex-tucano deseja ter de volta a gestão da Prefeitura de Teresina, que hoje é comandada pelo prefeito Doutor Pessoa (Republicanos).

Comente